Geral

Sofrimentos de Sarney

Por JM Cunha Santos

Na Justiça do Distrito Federal, que aqui ele não ganha uma, Sarney obrigou o Jornal Pequeno a lhe pagar uma indenização de R$ 20 mil por danos morais. Não vai ficar com o dinheiro. Doou, antecipadamente, para asilos no Maranhão. Não está incluso o Asilo de Ex-presidentes da República Maranhenses. Nem a Fundação José Sarney com seus meninos soprando gaitas e engolindo petróleo.

O relatório da decisão é esquisito. Diz que o valor da indenização deve levar em conta a repercussão do dano na esfera da vítima. (Opa, Doutor, o Jornal Pequeno nunca teve essa intenção!)

Destaca também o potencial econômico-social do obrigado ao ressarcimento. No início Sarney queria R$ 250 mil, ou seja, queria levar o Jornal Pequeno à falência. Essa, certamente, não foi a primeira nem será a última tentativa, mas o que chama a atenção são algumas das razões alegadas para o processo contra Lourival Bogea. Lourival é acusado de querer “destruir uma imagem criada por anos de sofrimento”. Abaixo alguns dos sofrimentos de Sarney:

a) Ser dono da Ilha de Curupu.

b) Ser proprietário do maior império de comunicações do Norte/Nordeste do Brasil.

c) É proprietário do Estado do Amapá.

d) Elegeu a filha governadora quatro vezes, com fraude ou sem fraude, com voto ou sem voto, na Justiça ou no tapetão, mas elegeu.

e) Foi encontrado petróleo no Convento das Mercês.

f) Dizem que é dono de um castelo medieval na Europa.

g) É membro não qualificado da Academia Brasileira de Letras.

h) Processos contra seus filhos são segredo de Estado, não só de Justiça.

i) É amigo de Lula, Eros Graus, Dilma Roussef, Silas Rondeau e Edemar Cid Ferreira.

j) Tem parentes, amigos e prepostos no Tribunal Regional Eleitoral, Tribunal de Justiça do Maranhão, Superior Tribunal de Justiça, Supremo Tribunal Federal e se duvidar até na Corte de Haia.

Fica a cargo do leitor completar o alfabeto.

Deixe uma resposta