Geral

Roberto Costa para o prêmio FAPEMA!

Do Blog Pneuma-Apeiron

Caros leitores,

Em um estado onde os índices de miséria e pobreza estão nos níveis do Haiti. Onde a educação é tratada com descaso, sem escolas, sem salários, sem carreira. Onde os índices de analfabetismo são os maiores da república. Onde a decaptação de prisioneiros é a “lei dos presídios”… Qual é o espaço para a ciência e a tecnologia?

Ora, a C&T no Maranhão das oligarquias são tentáculos da fraude, da corrupção, da barganha e do cumpadrio. A questão da FAPEMA é apenas a ponta de um iceberg de corrupção que entranha no aparelho estatal maranhense.

E o que é mais interessante é a defesa das irregularidades. Por exemplo: o Deputado Roberto Costa (PMDB), aquele associado às agressões nos lançamentos do livro “Honoráveis Bandidos” em São Luís e Imperatriz, ex diretor da famigerada UMES, é agora o “defensor” da C&T maranhense.

Era só o que faltava! Um boçal que mal sabe se expressar, que se atrapalha até nas questões mais simples de concordância de número e nos tempos dos verbos, que tem no seu currículo político apenas ser “afilhado” de João Alberto, falar em defesa da ciência do estado é brincadeira!

E como ele, apareceram vários blogueiros fâmulos com o mesmo discurso… Só no Maranhão distorcido pela exploração secular do domínio oligárquico! Só no Maranhão dos mandonistas, onde a lei da força e da barbárie ainda imperam!

Sugiro que Roberto Costa receba o prêmio FAPEMA pela defesa e promoção da C&T do estado! Acredito que ele está adequado ao nível de desenvolvimento intelectual das nossas atuais elites dirigentes. Sugiro mais, que ele seja indicado a Academia Maranhense de Letras!

Vamos convidar também o secretário geral do PT e assessor do vice governador Fernando Magalhães e o secretário executivo Paulo Romão para receberem o Prêmio FAPEMA de Inovação! Afinal, não é qualquer um que, sem nenhum vínculo com pesquisa, consegue receber bolsas de “Auxílio a Pesquisadores”.



Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *