Geral

Ricardo, cadê meu emprego?

Mais uma eleitora de Ricardo Murad cobra promessa de emprego através do Facebook:

Se ocorrida em período eleitoral, a promessa de Ricardo Murad para a eleitora pode se configurar como crime de captação ilítica de sufrágio, que ocorre quando o candidato doa, oferece, promete, ou entrega, ao eleitor, com o fim de obter-lhe o voto, bem ou vantagem pessoal de qualquer natureza, inclusive emprego ou função pública.

Deixe uma resposta