Destaques

Rapidinhas da BR-135

De cinema

Deu o que falar o evento de liberação do tráfego em pista duplicada da BR-135, ocorrida hoje pela manhã. Aparentemente exaltados, os sarneysistas não contiveram o ímpeto e partiram para cima do governador Flávio Dino, pensando que a campanha política já começou. A postura dos cães de guarda da oligarquia, Hildo Rocha e João Alberto, constrangeu os ministros Moreira Franco (Secretaria Geral da Presidência) e Maurício Quintella (Transportes).

Governador do povo

O governador Flávio Dino chegou triunfante na solenidade que aconteceu logo depois do Estreito dos Mosquitos. No meio do povo e cumprimentando todos, ele recebeu muitos elogios pela gestão exemplar que vem fazendo no Maranhão. Do outro lado, todos os sarneysistas chegaram por trás da tenda armada pelo cerimonial do Planalto e subiram diretamente para o palco.

Braide na caravana sarneysista

Além de João Alberto, Edison Lobão, Sarney Filho, Adriano Sarney, Hildo Rocha e Assis Filho, chamou a atenção a presença do deputado estadual Eduardo Braide na caravana sarneysista. Ele chegou junto com os membros do clã. Há algum tempo o parlamentar vem namorando com a oligarquia para compor o laranjal formado para as eleições.

Papai, me dá uma cadeira?

Outro fato curioso que chamou a atenção durante a solenidade foi a peregrinação do deputado estadual Adriano Sarney atrás de uma cadeira para sentar. Desde a hora que chegou ele estava inquieto, pois pensou que somente autoridades mais relevantes fariam parte do dispositivo de honra. Foi quando Adriano pediu para o seu pai, Sarney Filho, um lugar e o cerimonial acabou colocando o parlamentar bem na pontinha.

Lobão convida Jerry para dispositivo

Outro fato que chamou atenção também antes mesmo do evento começar foi o convite do senador Edison Lobão ao secretário de Estado de Articulação Política, Márcio Jerry, para integrar o dispositivo de honra do evento. Apesar do convite, Jerry preferiu ficar junto aos outros secretários do governo Dino, na plateia mesmo.

Cadê a Refinaria, senador?

O senador Edison Lobão também foi alvo de outro momento curioso durante a solenidade. Chamado para discursar, quando pegou o microfone, ele ouviu do povo o seguinte questionamento: e a Refinaria, senador? Constrangido com o episódio, Lobão preferiu fazer um discurso rápido e sem emoção.

Hildo cachorro louco

A emoção que faltou no discurso de Lobão sobrou no de Hildo Rocha. Cachorro mandado da oligarquia, ele fez questão de levantar a bola de Roseana Sarney. Para completar, atacou o governador Flávio Dino. A vaia foi instantânea. Sem graça após a manifestação do público, ele ainda insistiu, mas teve que encerrar seu trágico discurso de forma melancólica: com a reprovação do povo do Maranhão.

O Mais IDH de Hildo

Hildo Rocha estava tão desequilibrado que acabou trocando as bolas e, ao invés de enaltecer programa do governo Temer, acabou destacando o Plano Mais IDH, uma das principais iniciativas de Flávio Dino para tirar o Maranhão da pobreza que a família Sarney deixou. A gafe gerou burburinhos do público presente.

Por que não pediu pra Roseana?

Quem também ouviu questionamentos do povo foi o ministro Sarney Filho. Cordial com Flávio Dino, ele acabou escorregando quando tentou criticar o governador. Ao falar sobre as emendas impositivas, Zequinha sugeriu que o governo do Maranhão adotasse-as. Foi quando ouviu do público: Por que tua irmã, Roseana, não aprovou isso? Embaraçado, a única saída dele foi dizer que se fosse governador adotaria as emendas impositivas. Então, tá.

Ministros elogiam Dino

Tanto Moreira Franco, quanto Maurício Quintella elogiaram demais Flávio Dino em seus discursos. Quem esteve de fora ficou impressionado com o respeito demonstrado pelos ministros ao governador. Em alguns casos ele chegaram até a cutucar os excessos cometidos por Hildo Rocha e João Alberto. Os sarneysistas maranhenses tiveram uma bela oportunidade para aprender como se faz política democraticamente.

O grande discurso de Dino

Flávio Dino colocou no bolso os sarneysistas que tentaram deixá-lo embaraçado. Com um discurso leve e descontraído, ele enfatizou que foi o primeiro governador do Brasil a ser recebido por Quintella, o que demonstra sua preocupação com a BR. Ele agradeceu a presença de todos e tirou do sério o senador João Alberto ao falar sobre seus feitos no Maranhão.

Enburrado

Quem também se recusou até a tirar foto com todos os deputados federais foi Hildo Rocha, que ficou emburrado em sua cadeira depois do papelão que foi a sua fala.

3 Comnetários

  1. A melhor resposta que o governador deu a João Alberto foi as costas, não caindo na armadilha do ainda senador e não dando voz para seus choramingos. Brevemente este faz-tudo dos Sarney’s vai ficar sem mandato, vestirá seu pijama e viverá das memórias e louros de outrora, se as tiver… Essa história de “colher louros dos outros” é antiga no Maranhão, não havendo a continuidade das obras dos governos anteriores, coisa extremamente errada e que demonstra a falta de respeito com a coisa pública. O Estado do Maranhão é maior que as brigas políticas e os deputados estaduais e federais e os senhores senadores ainda não entenderam isso…

  2. O que o senador João Alberto fez foi ridículo pra ele mesmo, demonstrou total desiquilibrio,isso realmente é coisa de cachorro louco. kkkkkkk….só faltou rosengana e o super secretário Ricardo murard e a raposa velha do bigode!kkkkkkk. Já era pra eles, Flávio Dino 2018.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *