Destaques

Luciano Leitoa parcelou o próprio salário e de secretários

O prefeito de Timon, Luciano Leitoa (PSB), divulgou nota para explicar a real situação financeira do município que neste mês foi obrigado a parcelar o pagamento de alguns servidores.

A medida atingiu apenas os funcionários que na prática recebem mais, como o próprio prefeito, o vice-prefeito e assessores comissionados. Foram pagos 50% dos salários no início do mês e o restante deve ser quitado em até 15 dias. Todos os funcionários efetivos e terceirizados receberam integralmente, assim como os que recebem até um salário mínimo.

Não é novidade a dificuldade vivida pelas prefeituras do Brasil inteiro, a exemplo do Rio de Janeiro, por conta da crise econômica. Contudo, Luciano mostra compromisso para não prejudicar os funcionários mais necessitados e dá exemplo ao ser o primeiro a abrir mão de receber o próprio pagamento.

Leia a nota abaixo:

NOTA OFICIAL

A Prefeitura Municipal de Timon esclarece que as medidas tomadas para escalonar uma parcela dos salários de servidores comissionados visam a fazer frente aos impactos financeiros gerados pela crise nacional, que tem provocado redução de receitas e aumento de despesas, em função dos aumentos nos preços dos combustíveis e energia, além do pagamento de precatórios.

A medida atinge apenas uma fração da folha de pessoal, notadamente parcela de comissionados, aí incluídos secretários, prefeito, vice-prefeito e assessores que ganham mais de um salário mínimo. Esses receberam 50% do salário e receberão o restante em seguida. Todos os funcionários efetivos e terceirizados foram pagos integralmente. Todos os que recebem até um salário mínimo também foram pagos regularmente.

Novas medidas serão tomadas para assegurar a saúde financeira do município, sem prejudicar o atendimento dos serviços prestados à população.

Comantário

Comments are closed.