Geral

Acorda Castelo

O governo João Castelo já está em sua metade e ainda não mostrou a que veio. Os números da última pesquisa Escutec mostram que a população de São Luis está insatisfeita com a atual gestão. O prefeito tem feito uma administração tímida e anda longe de cumprir as suas principais promessas de campanha.

O hospital de urgência e emergência, por exemplo, ainda não tem definido nem o local para sua instalação. Já cogitou-se  Angelim, Batatã, zona rural e agora a prefeitura enfrenta problemas na justiça para tentar fixá-lo no Calhau. Vícios no edital fizeram com que sua licitação fosse suspensa, o que adiará a angústia dos usuários da rede pública de saúde.

Já o Bom Preço… O único Bom Preço que os ludovicenses conhecem é o supermercado. As kombis que vendiam arroz, açúcar, macarrão e óleo de cozinha a preços baixos, não são vistas em São Luis desde 1982.

O programa Palafita Zero continua no zerado. Castelo não entregou até agora nenhuma casa ou ao menos palafita – talvez por isso o programa tenha esse nome. O ‘ixpiriente’ prefeito construiu milhares de moradias na Cidade Operária e Maiobão quando foi governador biônico, mas agora tem deixado a desejar.

João Castelo prometeu criar um crediário para financiar computadores em parcelas acessíveis para os mais carentes. As grandes lojas de eletrodomésticos tremeram – teve uma que até foi vendida. Passados dois anos,  o eleitor castelista continua excluído do mundo digital. Computador que é bom, nada.

O prefeito até conseguiu vestir os alunos da rede pública com uniformes amarelos que ostentam um gigante brasão de São Luis. Porém, o leite continua sendo uma promessa. Bem sucedido em várias cidades do país, o programa do leite de São Luis pode ir para o brejo junto com a vaca.

O nosso ‘ificiente’ prefeito ainda tem muito trabalho pela frente. Acorda, Castelo.

Deixe uma resposta