Publicidade  Prefeitura de São Luis

Destaque

Thiago Diaz usa fake news para mascarar irregularidade que pode torná-lo inelegível

De acordo com artigo do Regulamento Geral da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) é vedada a candidatura à reeleição de dirigentes de conselhos que estejam em débito com a prestação de contas junto ao Conselho Federal. Essa é a situação do atual presidente da seccional maranhense da OAB, Thiago Diaz, que tenta a reeleição, mas a falta de prestação de contas pode acarretar em sua inelegibilidade.

Apesar de certidão emitida pelo próprio Conselho Federal atestar que o atual presidente da Ordem não apresentou a prestação de contas referentes ao exercício 2017, Thiago Diaz tenta “plantar” fake news para ludibriar o eleitorado.

Circula na blogosfera notícia falsa, atribuindo a autoria da certidão negativa ao ex-presidente da OAB/MA, Mário Macieira. No entanto, o documento é oficial e foi assinado pelo Tesoureiro do Conselho Federal da OAB.

Contudo, o julgamento da impugnação pode acabar beneficiando Diaz. É que a Comissão Eleitoral da OAB/MA que julgará a inelegibilidade do atual presidente é composta estritamente por pessoas indicadas pelo próprio Thiago Diaz.

Manutenção do poder

Com diversos escândalos financeiros ocultados durante sua gestão, o uso politiqueiro da mídia é mais um sinal de que Diaz é capaz de qualquer tipo de manobra para atingir um objetivo pessoal: manter-se no poder. Mesmo que para isso ele tenha que passar por cima das normas da OAB e dos interesses da advocacia maranhense.