Publicidade  Prefeitura de São Luis

Destaque

A “democracia” de Roberto Rocha

Em entrevista recente a uma rádio FM local, Roberto Rocha deixou claro o quão é equivocado o seu entendimento sobre democracia.

Na quarta-feira (30), após confirmar a censura de Sebastião Madeira ao ex-governador José Reinaldo Tavares pelo apoio dele à pré-candidatura de Eduardo Braide a governador pelo nanico PMN, o autointitulado Asa de Avião passou a tergiversar sobre a “igualdade” no processo de escolha dos candidatos a senadores pelo PSB.

“[Alexandre Almeida] foi, portanto, a primeira vaga a ser ocupada pelo PSDB para o Senado da República. Ato contínuo vieram dois deputados federais: Zé Reinaldo e Waldir Maranhão. Se é pretensão de ambos de ser candidato, é legítimo, mas o partido que decide isso em seu foro adequado, que é a convenção estadual. Como também, se algum dos dois decidir ser candidato a governador, e não só o senador Roberto Rocha, é a convenção que decide. Não tem dono do PSDB”, afirmou o Asa, insinuando que tudo no ninho tucano está em jogo, menos a candidatura de Alexandre Almeida a senador.

Ou seja: vale tudo no PSDB, menos passar por cima da escolha de Roberto e Madeira. Se Zé Reinaldo quiser a segunda vaga tucana ao Senado, terá que “afiar a navalha” para tirar o bigode de Waldir Maranhão da disputa.