Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

O real motivo por trás das denuncias infundadas da diretoria do Peixe Pedra

Desde que a nova diretoria do São José de Ribamar Esporte Clube foi eleita, em pleito com chapa-única, transformaram o clube em curral da cupinzada. Usa-se o time para fins políticos e satisfazer o ego de quem, outrora, deixou de zelar, irresponsavelmente, pelo esporte profissional e amador da cidade.

Declaradamente, a cupinzada usa a diretoria do São José para atacar, sem qualquer veracidade dos fatos, a atual gestão, tentando culpá-la pelos desmandando comentidos contra o clube e, também, o estádio municipal, ao longo dos seis anos da destruição.

O São José sofre até hoje as consequências de seguidas gestões fracassadas do clube, principalmente no ponto de vista fiscal e de transparência, além do quesito futebol, que hoje tem melhorado.

Mas nem só de futebol sobreviverá um time, mas também de toda diretoria que for competente e compromissada com as contas e orçamentos. A atual diretoria do Peixe Pedra esqueceu qual a função de uma diretoria e resolveu adotar medidas que mais remetem àquelas velhas e antigas fofoqueiras de vilarejos das pequenas cidades.

O time que leva o nome da cidade está impossibilitado de receber quaisquer incentivos financeiros por se encontrar em condições fiscais irregulares, não conseguindo emitir certidões negativas e, pior ainda, com débitos trabalhistas não cumpridos.

Ainda assim, o presidente alardeia pelos quatro cantos da cidade que a prefeitura, por perseguição, não ajuda o time, entretanto, em contradição ao que ele alega, o mesmo se recusa a abrir conta em bancos, no CNPJ do São José, porque a justiça irá fazer os recolhimentos.

Ora, se a diretoria é incapaz de sanar dívidas do time, incapaz de exercer uma gestão que torne o Peixe Pedra passivo de receber benefícios do Poder Público, não esclarece sobre os gastos, como pode cobrar apoio da prefeitura?

Conselho de amigo: cumpram o que estabelece a Lei, coloquem o São José em condições legais de receber apoio do Poder Publico, façam gestão fiscal e, em seguida, cobrem a administração do Município. A partir disso teremos certeza de quem é ou não comprometido com o sucesso do clube ribamarense.

Estádio Dario Santos

O Estádio Municipal Dário Santos passou por vistoria técnica que constatou irregularidades e vícios em suas estruturas internas e que levaram a FMF a sugerir que os jogos que ocorressem no local fossem de portões fechados.

Continue a ler no blog do SEU RIBA