Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho recebeu doação de empresas inclusas na “lista negra” do Ibama

O ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho (PV), está incluso em uma lista de deputados federais eleitos para a atual legislatura que receberam doações de campanha de empresas autuadas pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) por desmatamento ou queimadas em florestas.

De acordo com levantamento do site Repórter Brasil , Zequinha ganhou R$ 35 mil de doadores citados na “lista negra” do desmatamento. Receber essas doações não é crime nem é vedado pela Justiça Eleitoral, porém, é imoral, ainda mais para o filho de Sarney, filiado ao Partido Verde e ainda por cima, ministro do Meio Ambiente.

No total foram 92 empresas e 40 pessoas físicas notificadas. Dos 513 eleitos, 249 receberam um total de R$ 58,9 milhões em doações oficiais. Segundo a reportagem, os dados têm como fonte as declarações dos candidatos ao Tribunal Superior Eleitoral e a lista de autuados do Ibama em novembro de 2017.

“O cruzamento de dados oferece pistas sobre como os interesses de financiadores-infratores ambientais podem estar conectados à ação dos parlamentares. Não é suficiente para concluir que os doadores determinam os votos e proposições, mas revela algumas coincidências que podem ser monitoradas”, diz trecho da matéria.

Por meio de sua assessoria, Sarney Filho tentou amenizar a constrangedora situação, “as doações foram recebidas via Partido Verde. Se soubesse das irregularidades das empresas, não teria aceitado”, disse.

2 Comnetários

Comments are closed.