Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

A lição de João Alberto para o jornalismo “fake news” da Mirante

Presidente estadual do PMDB do Maranhão e 2º vice-presidente do Senado Federal, João Alberto Souza (PMDB) deu hoje uma verdadeira lição ao jornal da família Sarney e blogs alinhados a oligarquia.

De acordo com o peemedebista, quem divulga uma notícia falsa sobre alguém comete o crime de difamação. E quando há interesses públicos em jogo, a punição deve ser “agravada” porque o prejuízo passa a ser também de toda a sociedade. “É um crime que deve ser combatido com responsabilidade e muita firmeza”, disse durante abertura de seminário que discute as chamadas “fake news” em Brasília, nesta terça-feira (12).

Não é novidade para ninguém a perseguição do jornal O Estado do Maranhão aos adversários políticos do grupo Sarney, principalmente ao governador Flávio Dino (PCdoB).

Diariamente são mentiras e insinuações publicadas principalmente na coluna Estado Maior. Muitos casos foram desmascarados aqui neste blog. Recentemente, um blogueiro chegou a ser condenado à prisão pela Justiça Federal por mentiras contadas sobre o desembargador Ney Belo.

Preterido pelo grupo Sarney da disputa de 2018, João Alberto ainda propôs a criação de medidas para barrar a propagação dessas mentiras, e assim, quem sabe, amordaçar o folhetim comandado por Roseana.

“Vamos discutir mecanismos para impedir a propagação de informações falsas no meio virtual […] Existe uma responsabilidade a ser compartilhada pela empresa de mídia virtual e a pessoa que a dissemina”, declarou.