Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Madeira e Roberto negociaram apoio a Tasso nas eleições nacionais do PSDB

A decisão do PSDB em intervir na Executiva Estadual do Maranhão não apenas foi tomada devido ao posicionamento do vice-governador Carlos Brandão em apoiar aliança tucana com o PCdoB, mas também tem relação direta com as eleições para presidência nacional da legenda marcada para o próximo dia 09 de dezembro.

Segundo a coluna da jornalista Andrezza Matais do Jornal O Estado de São Paulo, o presidente interino, Tasso Jereissati, resolveu derrubar Brandão da presidência no Maranhão para tirar votos do governador de Goiás, Marconi Perillo, seu adversário na disputa pelo comando da sigla.

As Executivas estaduais vão eleger a nova Executiva Nacional tucana, o senador Roberto Rocha e o ex-prefeito de Imperatriz Sebastião Madeira estão fechados com Tasso.

Madeira foi o responsável por toda a articulação para tirar o vice-governador do controle do PSDB/MA, mesmo assim anunciou que não pretendia assumir o ninho tucano no Maranhão e indicou o seu aliado, Roberto, ao cargo.

Enquanto Brandão dormia, a dupla Madeira e Rocha passava uma rasteira em todo o PSDB do Maranhão.

Comantário

Comments are closed.