Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Roberto Rocha articula para sair candidato pelo PSB com o apoio do PSDB

Apesar de estar com um pé dentro do PSDB, Roberto Rocha ainda não desistiu de assumir e controlar o PSB no Maranhão. Na verdade, o grande objetivo do senador é ter os dois partidos ao seu lado nas eleições de 2018, quando será candidato ao governo do Maranhão.

Em outubro, o PSB realiza eleições internas para escolher o novo presidente nacional da legenda. Concorrem ao comando da sigla à ala de Pernambuco, do atual presidente Carlos Siqueira, e a paulista, do vice-governador de São Paulo, Moacir França.

Em caso de vitória de França, Roberto poderia assumir a direção do PSB no Maranhão e assim formar o seu cenário ideal: candidato pelo PSB com o apoio do PSDB.

Por outro lado, com a permanência de Carlos Siqueira, nada se altera. O PSB continua nas mãos do prefeito de Timon, Luciano Leitoa, ao lado do governador Flávio Dino (PCdoB) e não restaria alternativa ao senador se não buscar abrigo no ninho tucano. Semanas atrás, Siqueira ordenou destituir Roberto Rocha Júnior (filho de RR) do diretório de São Luís e repassou ao deputado Bira do Pindaré, em clara retaliação.

Em relação ao PSDB, de acordo com o ex-prefeito Sebastião Madeira, já existe posicionamento da executiva nacional vetando a aliança com o PCdoB, restaria apenas o anuncio oficial.

Caso consiga alcançar seu objetivo, “Asa de Avião” precisará de muito jogo de cintura, afinal, não goza de prestígio com as lideranças locais do PSB e do PSDB e muito menos da militância dos referidos partidos.

Comantário

  1. Candidato ao governo ?? Você contou uma piada.quem vai votar no maior traidor da atualidade? Só se for temer o traidor com horrarias

Comments are closed.