Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Lobão esta fora e João Alberto e Roberto Rocha entram como suplentes na comissão do impeachment

O líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (CE) anúncio em seu perfil no twitter, nesta quarta-feira (20), os representantes do partido na comissão especial do impeachment.  Como já se esperava, os senadores João Alberto e Edison Lobão vão ter papel secundário, o primeiro ficou apenas na suplência e Lobão ficou de fora da lista.

O senador Raimundo Lira (PMDB-PB) será o nome para presidir a comissão, os demais representantes vão ser Rose de Freitas (ES), Simone Tebet (MS), José Maranhão (PB) e Waldemir Moka (MS), os suplentes são: Hélio José (DF), Marta Suplicy (SP), Garibaldi Alves (RN), João Alberto (MA) e Dário Berger (SC).

Vale lembrar que o PMDB tem a maior bancada de senadores, 18 no total. A exclusão de João Alberto e de Lobão se deve a pouca disposição que os dois demonstraram em votar contra o afastamento da presidente Dilma, apesar de que nos próximos dias ambos vão receber uma pressão para se posicionarem a favor.

Como o PMDB escolheu a presidência da comissão, o PT e o PSDB que são as segundas maiores bancadas no Senado, com 11 representantes cada, porém, como o partido do governo é parte interessada no processo a relatoria deverá ficar a cargo de algum senador tucano. O mais cotado é o mineiro Antônio Anastácia.

Roberto Rocha também vai ser membro suplente do bloco representado pelo PSB, PPS, PCdoB e REDE.

A comissão será instalada no Senado na próxima segunda-feira (25).

Comantário

Comments are closed.