Publicidade  Prefeitura de São Luis

A omissão de Luís Fernando diante da crise de Segurança

luis-fernando-nova-slide

A atitude do pré-candidato da oligarquia Sarney a governador do Maranhão não é bem o que se espera de um líder capaz de resolver os problemas do estado. Fato que se evidenciou diante da omissão de Luís Fernando Silva (PMDB) ao caos que tomou conta da Segurança Pública mostra que, de fato, não há qualquer preparo do peemedebista para conduzir um estado como o Maranhão.

Enquanto a população segue assustada, sem ônibus e todo o Brasil acompanha atônito o crescimento da criminalidade dentro e fora dos presídios, o Governo Roseana Sarney não consegue dar uma resposta convincente à população e ao crime organizado.

E quem não se destaca nesse cenário todo é o pré-candidato apoiado pela família Sarney para comandar o Maranhão. Nenhuma palavra, pronunciamento ou solução apresentada.

Ou melhor: se destaca negativamente. Afinal de contas, ele não aparece sequer para ofertar solidariedade à família das vítimas (policiais, presidiários ou mesmo a criança que teve quase 90% do corpo queimado durante ataques de bandidos a ônibus na capital).

Como secretário do atual governo, Luís Fernando não apresenta nenhuma expressão de sensibilidade para cuidar da crise. Faz de conta que o problema não é com ele, mesmo querendo dar continuidade ao poderio do grupo responsável pelo caos instalado.

A atitude do Picolé de Chuchu frisa que ele está mais preocupado com as itinerâncias na busca desesperada de votos do que em mudar a realidade do Maranhão para melhor.

Comments are closed.