Barrigada de portal da governadora Roseana envolveu prefeitos com agiotagem

200x200_Maranhao

Foi o G1 Maranhão o primeiro site a divulgar a lista dos prefeitos supostamente envolvidos com o esquema de agiotagem de Gláucio Alencar.

A reportagem com o nome dos gestores foi publicada no dia 24 passado. O portal de notícias informava que tinha feito um levantamento entre os anos de 2009 e 2012, junto ao Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, e concluiu que os investigados são os prefeitos daquele período, alguns com mandatos renovados na última eleição de 2012.

Entre os citados aparecem o ex-prefeito João Castelo – cuja filha, Gardeninha Castelo, foi acusada de manter relações com Gláucio Alencar pela mulher de Fábio Brasil, assassinado em Teresina a mando do agiota; o prefeito reeleito de Coelho Neto, Soliney Silva, e Humberto Coutinho, que foi prefeito de Caxias e é tio do atual prefeito da cidade, Léo Coutinho.

Depois do estardalhaço causado pela falta de apuração do portal, que não teve nem o cuidado de confrontar a lista com as informações da polícia que investiga o caso, vários prefeitos emitiram nota criticando o jornalismo da Mirante, ameaçando inclusive ir à Justiça caso o G1 Maranhão não reparasse o erro.

Em razão disso, o site pertencente à governadora Roseana Sarney (PMDB) apagou a matéria sem se retratar ou dar qualquer satisfação para os leitores e prejudicados pela barrigada.