Publicidade  Prefeitura de São Luis

Flávio Dino: Brasil vai revisar plano de segurança para Copa do Mundo

size_590_flavio-dino

Revista Exame

Montevidéu – O atentado ocorrido no final da maratona de Boston, nos Estados Unidos, obrigou o Brasil a “revisar” os planos de segurança para a Copa do Mundo de 2014, afirmou nesta quinta-feira no Uruguai o presidente do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), Flavio Dino.

O tema da segurança para o Mundial é “uma preocupação constante” do Governo e após o ocorrido em Boston, “estamos revendo” os planos e as “ações projetadas”, afirmou.

Dino liderou uma ampla delegação de autoridades do Governo e de vários estados que apresentaram nesta quinta, em Montevidéu, as “múltiplas oportunidades e atrativos” que o Brasil oferece como destino turístico.

“Recebemos visitantes de todo o mundo e como país, temos uma responsabilidade grande por sua segurança e bem-estar. Sabemos o que assumimos e estamos trabalhando duro para tudo saia bem”, acrescentou o presidente da Embratur.

Dino afirmou que o Governo “trabalha de maneira conjunta” com as autoridades dos estados e as Prefeituras.

O presidente destacou, além disso, que o projeto da Polícia Pacificadora “não somente com ações repressivas, mas também preventivas” alcançou uma baixa “considerável” nos níveis de violência, especialmente no Rio de Janeiro.

Dino aproveitou o encontro para lançar um projeto que envolve Argentina, Chile, México e Uruguai e premiará quatro pessoas com uma viagem ao Brasil para conhecer o estádio do Maracanã, sede da final da Copa do Mundo de 1950, quando o Uruguai venceu o Brasil por 2 a 1.