Vídeo! Márcio Jerry desmonta circo montado por Aluísio Mendes na Câmara - Marrapá

No Banner to display


Destaque

Vídeo! Márcio Jerry desmonta circo montado por Aluísio Mendes na Câmara

O deputado federal Márcio Jerry (PCdoB) desmontou o circo montado pelo seu colega de Parlamento, Aluísio Mendes (Pode), na Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado (CSPCCO), da Câmara dos Deputados, com a presença do ex-delegado preso por participar de organizações criminosas, Tiago Bardal, e do delegado Ney Anderson, afastado por problemas psicológicos.

Após o depoimento de Bardal e Anderson, Jerry pediu a palavra e afirmou que as ilações feitas pelos depoentes são motivadas por um animus pessoal contra o secretário de Segurança Jefferson Portela.

“É muito lamentável e a instituição da Polícia Civil do Maranhão sofreu muito quando viu um delegado com a performance do Tiago Bardal deixar o lado da lei para ir para o lado da bandidagem”, disparou Jerry.

Ele acusou Bardal e Anderson de prevaricação. “Se você é uma autoridade pública, sabedor do conhecimento de um crime, a sua responsabilidade imediata para não incorrer em crime da prevaricação é comunicar as autoridades, que não estão só no Executivo, estão também em outras instâncias do Poder”, destacou.

Jerry também chamou a atenção para as vagas respostas dadas pelos depoentes. “o ex-secretário, deputado Federal Aluísio Mendes, que mostra muito conhecimento do Guardião – conhecimento de causa, porque lá esteve, comandando a Secretaria de Segurança Pública do Estado – fez perguntas sobre nome, providências, responsabilidades e nenhuma teve uma resposta afirmativa, precisa, concreta: foi fulano, foi sicrano, foi beltrano, em circunstância A, B, C ou D. Então nós temos todo um enredo aí, marcado por muito esforço de ficção, para tentar se incriminar o delegado Jefferson Portela”, disse.

Com as palavras, Márcio Jerry desmontou completamente o circo montado por Aluísio, já que Tiago Bardal e Ney Anderson apresentaram denúncias vazias, sem provas e, quando perguntado pelos deputados, não conseguiram responder sequer um questionamento deforma contundente e convincente.

Veja o vídeo: