Veja como está o placar da Previdência entre os deputados do MA - Marrapá

Destaque

Veja como está o placar da Previdência entre os deputados do MA

O jornal Estadão fez uma espécie de placar de como está o andamento da Reforma da Previdência na Câmara dos Deputados.

Nele, os 18 deputados maranhenses foram citados.

Sete são a favor: Aluísio Mendes, André Fufuca, Cléber Verde, Hildo Rocha, João Marcelo, Marreca Filho e Pastor Gildenemyr.

Cinco não foram contatados, encontrados, se abstiveram, estão indecisos ou não votam. São eles: Eduardo Braide, Gastão Vieira, Gil Cutrim, Juscelino Filho, e Pedro Lucas Fernandes.

Os deputados Edilázio KKK e Josimar de Maranhãozinho não quiseram responder.

Já quatro parlamentares afirmaram ser contra a Reforma da Previdência do jeito que foi enviada pelo governo Bolsonaro: Bira do Pindaré, Júnior Lourenço, Márcio Jerry e Zé Carlos.

Veja o placar:  

3 Comnetários

  1. Parabéns aos deputados Bira do Pindaré, Júnior Lourenço, Márcio jerry e Zé Carlos por estarem do lado do nosso povo trabalhador!

  2. A nova reforma da Previdência….os que ganha mais PAGA MAIS….iguala servidores públicos e trabalhadores….alivia as contas dos municípios,estados e união…..basta ler o texto…… simples assim…..agora esquerdalhas *PTralhas *comunistas* quanto PIOR …..melhor.Nada está bom e não dão suas sugestões, não colocam suas inteligências a serviço do povo….. só são DO CONTRA e pronto.

  3. A reforma da previdência é tão boa e justa que os militares não querem entrar!
    E vejam só o que acontece no Chile onde após 37 anos da implantação do modelo de capitalização, apenas metade dos trabalhadores e trabalhadoras chilenos conseguiram se aposentar. E como a maioria ganhava salários baixos e ficou grandes períodos desempregada ou não conseguiu fazer uma poupança com recursos suficientes, aproximadamente 91% dos aposentados recebem benefícios de cerca de meio salário mínimo do país, o equivalente a, em média, a R$ 694 – o piso nacional do Chile é de 288 pesos, ou R$ 1.575,66.

Comments are closed.