Trabalhadores podem ser punidos com decisão do judiciário sobre caso da empresa Risa - Marrapá

Destaque

Trabalhadores podem ser punidos com decisão do judiciário sobre caso da empresa Risa

Cerca de mil trabalhadores da empresa Risa S/A estão ameaçados por uma briga judicial envolvendo o dono do empreendimento e a sua ex-esposa. O julgamento e seus efeitos para esses trabalhadores pode ser devastador, ainda mais diante do cenário de crise e desemprego no país.

Ocorre que a ex-mulher do dono da empresa, Salete Terezinha Gewehr, que já recebe 45% do lucro e vive bem com todos os direitos garantidos, tenta mais ainda na Justiça. Ela quer também a casa em que o casal vivia. José Antônio alega que o imóvel serve como moradia do presidente da empresa, para que ele fique mais próximo do dia a dia da fazenda e do campo experimental.

A disputa judicial tem atrapalhado os negócios da empresa. A instabilidade fez com que a empresa deixe de plantar 35 mil hectares nessa safra, porque alguns clientes antigos resolveram cancelar os pedidos de produção por se sentirem inseguros com a atual indefinição administrativa. O que impedirá a geração de 400 novos empregos.

O julgamento será no próximo dia 28.