Subserviência a Bolsonaro ameaça Roberto Rocha no PSDB - Marrapá

No Banner to display


Destaque

Subserviência a Bolsonaro ameaça Roberto Rocha no PSDB

O atual comandante do PSDB nacional, o governador de São Paulo João Dória, rompeu com o presidente Jair Bolsonaro e virou um dos alvos do Palácio do Planalto. Visando a Presidência em 2022, o tucano usará o partido, a partir de agora, para se viabilizar.

E a tendência é que quem, dentro da sigla, não esteja empenhado no projeto deva ser expulso.

É o caso do senador Roberto Rocha, que mostra cada vez mais subserviência a Bolsonaro. Ele, inclusive, como líder do PSDB no Senado, usou a posição para ceder lugar na CPMI das Fake News para Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), justamente para proteger o presidente.

A manobra adotada por Roberto Rocha pode ter consequências partidárias graves, já que Dória deverá começar a juntar o PSDB em torno do seu projeto de disputar a Presidência.

E a proximidade do senador maranhense com o presidente pode forçar RR a ter que sair do PSDB.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.