Sarney Filho reage a tentativa de expulsão do PV - Marrapá

Destaque

Sarney Filho reage a tentativa de expulsão do PV

O secretário de Meio Ambiente do Distrito Federal, Sarney Filho, encaminhou nota ao Marrapá explicando que o Diretório do PV/DF não tem poder de decisão para expulsá-lo do partido, como foi veiculado na imprensa nacional e repercutido pelo blog.

De acordo com o comunicado de Sarney Filho, a Executiva Regional do Partido – que, segundo ele é quem pede o seu afastamento do PV – só pode expulsar alguém que seja do Diretório do DF, o que não é o caso, já que ele pertence ao do Maranhão.

O líder do processo de afastamento de Sarney Filho da legenda é o presidente do PV/DF e vice-presidente nacional Eduardo Brandão. Ele defende que integrantes do partido respeitem o programa e as decisões internas.

A postura de Sarney Filho e de Eduardo Brandão expõe a cizânia que ocorre dentro do partido â nível nacional. O brasiliense concorreu ao cargo de vice-governador na chapa de Rodrigo Rollemberg (PSB), que foi derrotada por Ibaneis Rocha (MDB), de quem o maranhense é secretário.

Veja a nota de Sarney Filho:

Em atenção à matéria veiculada hoje nesse Blog sob o título “Executiva do PV pede a expulsão de Sarney Filho por participar do Governo Ibaneis“, permita-me tecer alguns comentários:

1) A Executiva Regional do Partido só pode expulsar alguém que seja do Diretório do DF, o que não é o caso;
2) Sarney Filho tem um histórico de lutas em defesa do meio ambiente e da sustentabilidade;
3) Foi duas vezes Ministro do Meio Ambiente, sempre muito bem avaliado;
4) Foi Líder do Partido Verde por muitos anos;
5) Presidente da Frente Parlamentar Ambientalista por várias Legislaturas;
6) Diante das incertezas na área ambiental na esfera nacional, convidado pelo Governador para a Secretaria de Estado do Meio Ambiente, resolveu aceitar colocando a sua experiência a serviço da capital federal, priorizando a qualidade de vida da população acima das picuinhas partidárias.

Atenciosamente,

4 Comnetários

  1. Sou apartidário. Não votei no Ibanes e tampouco em outrem. Tanto para o legislativo quanto para o executivo federal. No entanto acredito piamente que tanto o tive governador do DF quanto o presidente Bolsonaro estão no caminhão certo em busca de alternativas para que nosso País trilhe caminhos mais auspíciosos. Isso não quer dizer que comungo ideias do clã Sarney que sempre critiquei e que somente não vou continuar a fazê-lo é porque hoje se torna desnecessário, pois nestes novos temos já foi soterrado pelas práticas abomináveis que seus integrantes adotaram ao longo de décadas. Tanto é assim, que tarde parte do estado do Maranhão tem exuberantes recursos naturais e figura como um dos mais pobres.
    Desculpem a delonga e voltemos ao caso:ser secretário do meio ambiente do Distrito Federal não vejo óbice algum até mesmo pelo histórico do ora nomeado para o cargo.
    Temos que respeitar a democracia!
    Resumindo é o seguinte: o que acontece é que quem perdeu a eleição e parte do Ministério Público querem governar no lugar de quem ganhou. Nao é mesmo .

  2. Sarney Filho é um ótimo ambientalista, vejo ele ainda como a maior autoridade ambientalista do País no presente momento, até porque o mesmo foi 2 vezes Ministro do Meio Ambiente, e em governos diferentes! É super respeitado à nível internacional como grande ambientalista. Tem um currículo brilhante! Esse Eduardo Brandão quer é aparecer, é um pífio profissional e quer ganhar cartaz com o nome de Sarney Filho.

  3. Sarney FILHO fez coisa certa. Aceitou um convite do Governador de Brasília, para cuidar do povo, não por questão partidária.
    Hoje o Brasil não aceita mas brigas por questões partidarias, MAS SIM trabalho pelo povo.

    Estão com inveja do Sarney Filho porque é chamado pela sua competência de trabalho já realizou na época de Ministro do Meio Ambiente e como Deputado Federal.

    Está na hora de começar o olhar para o povo e não para o Partido, POIS ele foi chamado pela sua experiência e conhecimento ao assumir o cargo de Secretário do Meio Ambiente, não por questão do partido. Ninguém mais visa partido, hoje o povo que trabalho, conclusão e resultado do que está sendo feito.

Comments are closed.