Rafael Leitoa: Afilhado de Roseana não quer ser sobrinho de “Anão do orçamento” - Marrapá

Geral

Rafael Leitoa: Afilhado de Roseana não quer ser sobrinho de “Anão do orçamento”

alexandrealmeida2Blog do Garrone – Quem tem rabo de palha não passa dançando perto de fogo. Essa é uma máxima que todos conhecem, mas quando se trata da política insistem em esquecer. Sobrinho do falecido deputado federal João Alves de Almeida, um dos “Anões do Orçamento”, e afilhado de Roseana Sarney, o deputado estadual Alexandre Almeida (PTN) gosta de assanhar o fogo e passar serelepe perto da brasa. E, num destes rompantes que afirmava ser um político sem parentes importantes, vindo do interior, foi desmascarado nesta manhã, na Assembleia Legislativa, pelo também deputado Rafael Leitoa (PDT).

A contenda começou em mais uma acusação de Alexandre Almeida contra a administração do prefeito Luciano Leitoa (PSB), relacionada a um suposto superfaturamento na merenda escolar do município de Timon. Ao omitir que a soma das porções, em grama, era o equivalente ao pagamento do todo, em quilo, o deputado foi desmentido por Rafael Leitoa, que além de apresentar os valores adequados ao certame licitatório, ainda reforçou que o Alexandre Almeida é partidário das velhas práticas oligárquicas de fazer política, aprendidas nos porões do Palácio dos Leões na época dos Sarneys.

Conforme as palavras de Rafael Leitoa, a principal função de Alexandre Almeida no parlamento estadual é atrapalhar o desenvolvimento de Timon, agindo assim desde os tempos em que era líder do governo de Roseana Sarney na Assembleia. Bajulador e servil aos que estão no poder, segundo Rafael Leitoa, Alexandre Almeida acende velas para onsanto que melhor lhe convém, não sabendo ou conseguindo viver na oposição. Como exemplo, o deputado citou que em 2013 Alexandre Almeida entrou com uma ação no Ministério Público Eleitoral contra Flávio Dino, tentando impedir a candidatura do atual governador, e hoje se passa por aliado de primeira linha do Palácio dos Leões.

O ponto alto do embate entre os dois parlamentares se deu no tocante aos parentes famosos. De um lado, Alexandre Almeida tentando desmerecer o fato de Rafael Leitoa ser suplente, do outro o deputado pedetista plantando a dúvida do financiamento da primeira campanha de Alexandre Almeida, para vereador, ainda em Timon. “Não sei se o seu primeiro mandato tem relação com este esquema, espero que não, talvez não, não sei. Mas que se espantou a cidade de Timon com a volumosa campanha de um recém-adolescente de 18 anos de idade se eleger vereador naquela cidade”, mencionou Rafael Leitoa.