PSL entra com mandado de segurança no STF para impedir CPI sobre fake news nas eleições - Marrapá

Destaque

PSL entra com mandado de segurança no STF para impedir CPI sobre fake news nas eleições

Internautas têm interpretado anúncio do deputado Filipe Barros, vice-líder do PSL na Câmara, como uma “confissão de culpa”. O parlamentar informou que protocolou no Supremo Tribunal Federal (STF) um mandado de segurança pedindo que a Corte suspenda a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMF), autorizada nesta quarta-feira (3) pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), que visa investigar a disseminação de fake news durante a campanha eleitoral do ano passado.

O pedido para a criação da CPMI foi feito pelo deputado Alexandre Leite (DEM-SP) e contou com o apoio de líderes na Câmara. Para o vice-líder bolsonarista, no entanto, a investigação sobre fake news nas eleições é uma estratégia da esquerda para prejudicar o governo de Jair Bolsonaro.

A comissão será composta por 15 senadores e 15 deputados e os partidos ainda precisam indicar os nomes dos integrantes.