Oposição ao governo erra e tem que admitir que Executivo não ultrapassou limite de gastos com pessoal - Marrapá

No Banner to display


Destaque

Oposição ao governo erra e tem que admitir que Executivo não ultrapassou limite de gastos com pessoal

Assim que o Tesouro Nacional divulgou relatório sobre as finanças dos Estados brasileiros, ontem, a oposição se apressou para afirmar que o Maranhão havia ultrapassado o limite de gastos com pessoal. Tudo para colocar a culpa no governador Flávio Dino.

O problema foi que, com a pressa, eles nem perceberam que o gráfico apontava dois números, um somente do Executivo – que não havia ultrapassado o limite estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), no que tange a relação entre as Despesas com Pessoal e a Receita Corrente Líquida (RCL) – e um dado global, incluindo todos os Poderes do Estado.

Para atingir o limite estabelecido pela LRF, o Poder Executivo precisaria ultrapassar os 60% da receita líquida para cobrir a folha salarial dos servidores. Fato que não ocorre, já que atualmente ele gasta 56,51% da sua receita com pessoal.

Foi o jeito a oposição voltar atrás e admitir que o Poder Executivo, de fato, não ultrapassa o limite de gastos com pessoal.

Comantário

Comments are closed.