Oportunismo de Asa causa desconforto entre prefeitos e na Bancada - Marrapá

Destaque

Oportunismo de Asa causa desconforto entre prefeitos e na Bancada

O senador Roberto Rocha, o Asa de Avião, deu mais uma demonstração do seu oportunismo e do seu egoísmo político. Ele tentou assumir sozinho a paternidade do pagamento da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM).

Pelo menos 31 municípios do Maranhão afetados pelas atividades de mineração receberão R$ 76 milhões, em um esforço de cerca de cinco anos da Bancada Federal do Maranhão com Consórcio Intermunicipal Multimodal (CIM).

Mas Roberto Rocha resolveu espalhar nas redes sociais que a iniciativa era um projeto exclusivamente seu. A atitude gerou revolta na Bancada Federal, já que todo mundo contribuiu pela conquista.

Asa de Avião nunca tinha participa sequer de uma reunião em grupo para tratar do assunto. A atitude oportunista e egoísta isola ainda mais Roberto Rocha na política maranhense.

A presidente do CIM, prefeita Karla Batista, do município de Vila Nova dos Martírios, fez questão de nominar o senador Weverton, o ex-senador João Alberto, e os deputados federais Juscelino Filho, Cléber Verde, André Fufuca e Hildo Rocha pelo apoio.

Roberto Rocha, que sequer participou da comissão que analisou a MP, tentou entrar de gaiato no trem e acabou sendo descoberto.