Natalino Salgado: Ganha mas não leva? - Marrapá

Destaque

Natalino Salgado: Ganha mas não leva?

O médico Natalino Salgado foi eleito reitor da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) com 49,49% dos votos em eleição realizada nesta quarta-feira, 26. O problema é que o ex-reitor, reeleito para mais um mandato, não tem garantias de que assumirá o cargo mais uma vez.

Tudo porque o presidente Jair Bolsonaro tem usado de razões ideológicas para escolher reitores de universidades federais pelo Brasil.

Pelo menos três instituições já sofreram intervenção direta do Planalto na escolha: Universidade Federal de Grandes Dourados (UFGD), Universidade Federal do Rio (Unirio) e Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM).

Natalino Salgado deve ter dificuldades em relação a isso. Como o presidente não tende a respeitar a lista tríplice, o reitor eleito da UFMA pode não assumir. Sobretudo por ter sido muito próximo de Fernando Haddad, candidato a presidente pelo PT em 2018 e adversário de Bolsonaro no segundo turno das eleições passadas.

Pesa contra Natalino também o fato do seu irmão, o prefeito de Pindaré Henrique Salgado, ser filiado ao PCdoB. Como Bolsonaro tem ojeriza à comunista, o fato pode atrapalhar o médico a assumir a reitoria da UFMA.

Talvez por isso ele tenha viajado hoje cedo para Brasília com o objetivo de pedir a benção do ministro da Educação Abraham Weintraub.