Mais uma vez a incoerência de Wellington do Curso - Marrapá

Destaque

Mais uma vez a incoerência de Wellington do Curso

O deputado estadual Wellington do Curso (PSDB) parece mais perdido do que nunca em suas atividades parlamentares. Com baixa votação nas últimas eleições, ele se pressiona para tentar aparecer e conseguir se viabilizar candidato a prefeito de São Luís, mas escorrega na incoerência, que virou sua marca política.

Ontem, em mais um discurso acalorado na tribuna da Assembleia Legislativa, ele tentou culpar o governo do Estado pela morte de um soldado do 7° Batalhão de Polícia Militar de Pindaré, que teria recorrido ao suicídio. Wellington reclamou da falta de assistência do poder público.

O problema é que o mesmo deputado que critica a falta de assistência vocifera contra o trabalho dos capelães no Maranhão, os responsáveis pelo atendimento espiritual que tem como missão colaborar na formação integral do ser humano, oferecendo oportunidades de conhecimento, reflexão, desenvolvimento e aplicação dos valores e princípios ético-cristãos e da revelação de Deus para o exercício saudável da cidadania.

Ou seja, os capelães auxiliam também no combate ao suicídio. O que só ratifica a incoerência de Wellington e a ânsia em criticar de qualquer forma o governo do Estado.