Líderes indígenas lamentam autorização para derramamento de sangue - Marrapá

Destaque

Líderes indígenas lamentam autorização para derramamento de sangue

Líderes indígenas de todo o Brasil se manifestaram sobre a morte de um “Guardião da Floresta”, após emboscada feita por madeireiros na Terra Indígena Arariboia, na região de Bom Jesus das Selvas, no Maranhão, ocorrida ontem.

A coordenadora executiva da APIB (Articulação dos Povos Indígenas do Brasil), Sônia Guajajara, lamentou a morte de mais um guardião da floresta.

“É hora de dar um basta nesse genocídio institucionalizado! Parem de autorizar o derramamento de sangue de nosso povo!”, disse Sônia nas redes sociais.

Desde o início do ano, os povos indígenas reclamam da apologia à exploração econômica das suas terras feitas pelo presidente Jair Bolsonaro.

Durante discurso na ONU, o presidente ratificou seu pensamento e atacou os indígenas, especialmente o reconhecido cacique caiapó Raoni.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.