Indígenas querem que União Europeia desista de acordo comercial com Mercosul - Marrapá

Destaque

Indígenas querem que União Europeia desista de acordo comercial com Mercosul

Lideranças indígenas brasileiras pressionam a UE a interromper o processo de ratificação do acordo comercial entre o Mercosul e a Europa, até que o governo de Jair Bolsonaro se comprometa a proteger os povos tradicionais e o meio ambiente, informa o jornalista Jamil Chade em seu blog.

Nesta segunda-feira (4), os indígenas estiveram em Bruxelas, em reuniões com a Comissão Europeia. Eles ainda estarão nos próximos dias com eurodeputados, apresentando dados sobre a presidência de Bolsonaro.

O acordo comercial entre os dois blocos foi fechado em julho, depois de 20 anos de negociações. Mas precisa ainda passar pela aprovação de todos os parlamentos europeus e do Cone Sul, num processo que pode levar de dois a três anos.

Nos últimos meses, diante das polêmicas sobre a política ambiental de Bolsonaro, diversos políticos europeus acenaram com a possibilidade de frear essa ratificação. Os gestos políticos, porém, foram alvo de um intenso lobby industrial europeu que pressiona Bruxelas a não desistir do tratado que abriria um mercado promissor para as exportações europeias. (Brasil 247)