Governadores da Amazônia Legal lamentam posições do governo e querem negociar com europeus - Marrapá

No Banner to display


Destaque

Governadores da Amazônia Legal lamentam posições do governo e querem negociar com europeus

Governadores da Amazônia Legal lamentaram, em nota divulgada neste domingo (18), que posições do governo brasileiro tenham levado Alemanha e Noruega a suspenderem repasses de recursos para ajudar na preservação da Amazônia.

A nota foi divulgada pelo governador do Amapá, Waldez Góes (PDT), presidente do Consócio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal.

O grupo é formado ainda pelos governadores de Acre, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.

A nota diz que os governadores são “defensores incondicionais do Fundo Amazônia”, que recebe doações de Noruega e Alemanha e financia ações e projetos contra o desmatamento.

O texto afirma ainda que o bloco “estará dialogando diretamente com os países financiadores”, e que isso já foi informado oficialmente ao presidente da República e às embaixadas da Noruega, Alemanha e França.

“Os governantes do bloco amazônico desejam participar diretamente das decisões para reformulação das regras do Fundo Amazônia, que estão sendo feitas pelo BNDES. Queremos, ainda, que o Banco da Amazônia passe a ser o gestor financeiro do Fundo, em razão da proximidade da instituição financeira com os estados, já que o Banco da Amazônia possui sede em todas as unidades do bloco”, diz a mensagem. (G1)