Flávio Dino, o The Intercept e a guerra velada entre Estados Unidos e China - Marrapá

Destaque

Flávio Dino, o The Intercept e a guerra velada entre Estados Unidos e China

O governador Flávio Dino se manifestou, pela primeira vez, sobre a matéria do The Intercept Brasil de que megaempreendimentos chineses estariam sendo facilitados no Maranhão devido a uma possível candidatura sua à Presidência em 2022.

A reportagem, com digitais de financiamento dos Estados Unidos, trata sobre a desapropriação da comunidade do Cajueiro para a construção do Porto São Luís, parceria de empresas brasileiras e chinesa.

O que eles não contam na matéria é o fato das ordens para o uso do terreno terem sido expedidas na gestão anterior a de Flávio Dino. E que o governador apenas cumpre as decisões da Justiça.

“Pessoas supostamente de esquerda insistem que eu devo descumprir decisões judiciais. Lembro que sou governador, não ditador, e tenho coerência na defesa do cumprimento da Constituição e das leis. E o Estado não é, nem nunca foi, parte em qualquer ação de reintegração de posse”, disse Dino.

Pelo visto há muito mais coisa por trás dessa matéria do The Intercept. Talvez até uma velada guerra fria entre Estados Unidos e China. O certo é que a projeção do comunista do Maranhão a nível nacional tem tudo a ver com essa sanha persecutória do site norte-americano.