Filtro instalado no Governo Roseana tirou Portal da Transparência do ar - Marrapá

Geral

Filtro instalado no Governo Roseana tirou Portal da Transparência do ar

#Roseana Sarney lança programação do Carnaval 2013 durante coletiva

Blog do Raimundo Garrone

A equipe técnica da Secretaria de Transparência e Controle (STC) já identificou onde estava e como funcionava o artifício que deliberadamente era utilizado no Governo Roseana Sarney para esconder do povo como o dinheiro público era gasto.

O filtro instalado no Portal garantiu ao governo Roseana Sarney que mais de 60% dos gastos públicos do Estado, entre eles repasses de verbas para associações comunitárias e prefeituras ficassem ocultos da população.

“O filtro não estava na página, mas sim na geração do arquivo que alimentava a página e que não continha todas as informações dos gastos”, explica o secretário Rodrigo Lago que acrescenta ainda que conforme a apuração da STC se constatou que o filtro foi colocado de forma invertida.

O correto seria publicar todas as despesas públicas exceto as despesas sigilosas conforme determinação da lei, como por exemplo, as operações policiais e os programas de proteção das vítimas e testemunhas.

Mas ao invés de filtrar apenas a despesas sigilosas no Governo Roseana Sarney simplesmente escolheram poucas despesas como públicas e todas as demais passaram a ser secretas.

Por conta disso, o portal vem passando por uma série de ajustes técnicos, porém sem os filtros, dando ampla publicidade as informações de 2015 e da gestão anterior.

Rodrigo Lago destaca que a Lei Complementar n.131 de 2009 não era cumprida no Maranhão e a meta do governador Flávio Dino e dar máxima transparência a sua gestão.

Por isso, o novo portal contará com vários itens não obrigatórios, inclusive com o georeferenciamento das obras públicas.

Apuração – Rodrigo Lago afirmou que existe um processo de apuração de responsabilidades em relação ao Governo anterior pela instalação dolosa dos filtros no Portal e não descarta a possibilidade de ter havido violação da Lei Eleitoral, já que muitas transferências de recursos do Tesouro Nacional para associações e fundos municipais de Saúde não aparecem no Portal.

Comments are closed.