Família de bebê faz campanha para comprar medicamento de alto custo - Marrapá

Destaque

Família de bebê faz campanha para comprar medicamento de alto custo

Aos dez meses, Lucas Cutrim Aires, que hoje tem um ano e sete meses, apresentou uma doença devastadora, a Tay-Sachs, uma desordem neurológica progressiva e cruel, que acomete principalmente bebês, deixando-os mentalmente debilitados, cegos, surdos e incapazes de engolir. Não há cura. Mas o medicamento miglustat é capaz de aliviar os sintomas da doença. O preço de uma caixa desta substância é de aproximadamente R$ 23 mil, com duração para somente um mês. Os pais de Lucas Cutrim iniciaram uma campanha no Instagram para arrecadar valores e comprar o remédio. Enquanto isso, está nas mãos da 6ª Vara Federal em São Luís, se o poder público deve arcar com o medicamento de alto custo.

Lucas Cutrim Aires foi diagnosticado com Tay-Sachs, variante B1 (gangliosidose GM2). Desde o dia 3 deste mês, os pais do bebê, o casal Thamires e Leandro Cutrim vem fazendo campanha no instagram da criança, para a aquisição do medicamento especíco. De acordo Thamires, já está na conta de Leandro Cutrim Aires cerca de R$ 24 mil, o que dá para comprar apenas um caixa de miglustat, com 90 cápsulas, suficiente apenas para um mês. “Não podemos dar ao Lucas o remédio, e depois de 30 dias interromper a medicação. Fomos orientados pelos médicos que a partir do momento que o nosso bebê começar a tomar o miglustat, ele não pode parar”, informou Thamires Cutrim.

Continue a ler no Jornal Pequeno…

Comantário

  1. Hildo Rocha conseguiu indicação de Katia Bogea através de bancada do Mdb e quem ganha créditos da mídia foi Sarney que não consegue voltar nem Chiquinho Escorcio.

Comments are closed.