Em nota, Adriano Sarney esclarece citação em matéria da Folha - Marrapá

Destaque

Em nota, Adriano Sarney esclarece citação em matéria da Folha

O deputado estadual Adriano Sarney enviou ao blog uma nota em que esclarece a citação em matéria da Folha de São Paulo, repercutida ontem pelo Marrapá, de que operava crédito consignado no Senado.

Veja a nota:

A propósito de post publicado na edição de 07 de junho de 2019 deste blog (“Folha relembra que Adriano Sarney operou crédito consignado no Senado”), esclareço os seguintes pontos:

  1. Nunca tive contrato ou emprego no Senado ou em qualquer órgão público. Sempre fui da iniciativa privada até o meu primeiro mandato de deputado estadual.

       2.Na condição de ex-funcionário, gerente, do HSBC prestava serviço para o referido BANCO em órgãos públicos e empresas privadas em todo o Brasil. Uma função meramente burocrática e árdua. 

  1. Em meio a perseguição politica sofrida pelo meu avô José Sarney, o jornal O Estado de São Paulo, publicou uma matéria FAKE NEWS, assinada também por Leandro Colon, o mesmo que assina essa matéria do jornal Folha de São Paulo, cujo único efeito prático foi a perda do meu contrato e o fechamento de minha empresa. O HSBC a época me pediu desculpas mas entendeu que não podia sofrer desgaste midiático apesar de minha atividade ser 100% legal e profissional.
  2. Nunca fui investigado ou processado, pois não tinha o que investigar.
  3. Processei o jornal O Estado de São Paulo e o jornalista Leandro Colon, o mesmo que assina hoje essa reportagem da Folha de São Paulo, pela perda do meu contrato junto ao HSBC. Chegamos a um acordo judicial o qual lhe envio em anexo (Processo : 2010.01.1.101749-6, Vara : 203 – TERCEIRA VARA CIVEL, BRASILIA)
  4. Sobre a reportagem de hoje da Folha de São Paulo, me solidarizo com o competente desembargador Ney Belo que foi atacado injustamente pela Folha e pelo jornalista Leandro Colon.

Cordialmente,

Adriano Sarney