Dívida de R$ 30 milhões do governo Roseana com a Cemar é negociada - Marrapá

Geral

Dívida de R$ 30 milhões do governo Roseana com a Cemar é negociada

cemar
Companhia cortou energia de órgãos do estado na semana passada, por causa de dívida deixada pelo governo Roseana.

Quem não costuma pagar a conta de energia elétrica no vencimento tem o fornecimento cortado em no máximo 45 dias. A Companhia Energética do Maranhão (Cemar), no entanto, ignorou a dívida de três meses do governo Roseana Sarney (PMDB), totalizando cerca de R$ 30 milhões, deixando para cobrá-la apenas no primeiro mês do governo Flávio Dino (PCdoB).

Na semana passada, a concessionária de energia dirigida por um dos primos de Roseana, privatizada por um real no primeiro mandato da ex-governadora, efetuou cortes em alguns órgãos como a Secretaria de Ciência e Tecnologia e a Fapema.

O Palácio dos Leões agiu rápido para evitar um apagão no estado, com a suspensão do fornecimento de energia das escolas públicas, dos hospitais estaduais, do sistema de bombeamento do Italuís e das residências beneficiadas com o programa Viva Luz.

Negociou os débitos em aberto das secretarias de Educação, Planejamento, Saúde e da Caema – as duas últimas comandadas até o fim de dezembro por Ricardo Murad; desarmando a “cama de gato” preparada para estourar logo no início da nova gestão, que recebeu o estado com apenas R$ 24,2 milhões em cofre e um saldo devedor de R$ 1,3 bilhão.

Comments are closed.