Cutrim defende Waldir e relembra tentativa de incriminá-lo no caso Décio - Marrapá

Geral

Cutrim defende Waldir e relembra tentativa de incriminá-lo no caso Décio

hqdefaultO deputado estadual Raimundo Cutrim saiu na defesa do aliado Waldir Maranhão na sessão desta segunda-feira da Assembleia Legislativa do Maranhão.

Vice-presidente da Câmara Federal, o parlamentar do PP foi denunciado ao Supremo Tribunal Federal como um dos beneficiários do esquema de distribuição de propina com recursos desviados da Petrobras.

“Não há nos autos absolutamente nenhuma prova, nenhum indício, mas apenas menção pelo delator de que o deputado Waldir Maranhão estaria envolvido”, afirmou Cutrim.

Ao condenar o julgamento precipitado dos políticos citados pelos réus da Operação Lava Jato, antes da devida apuração dos fatos, o governista lembrou da tentativa frustrada de relacioná-lo ao assassinato do jornalista Décio Sá.

“Naquele episódio tentaram me envolver como um dos partícipes do crime somente para atender a interesses espúrios e ignóbeis do ex-secretário Aluísio Mendes, junto com mais três delegados de Polícia Civil”, recordou o deputado.

Para Cutrim, todos os que estiveram envolvidos na trama para incriminá-lo pela execução do blogueiro da Mirante foram de certa forma premiados: “Jeffrey está na Delegacia de Homicídios; Maymone Barros, pasmem, no serviço de inteligência da Secretaria de Segurança; Roberto Larrat premiado com o cargo na Administração Penitenciária”.

O parlamentar poupou o Governo do Estado de críticas. Cobrou, no entanto, a imediata reabertura das investigações do caso Décio Sá, com a retomada dos inquéritos sobre os esquemas de agiotagem que funcionam em todo o estado.

Comments are closed.