Braide silencia após ser acusado de oportunismo no caso do Fundo de Combate ao Câncer - Marrapá

Destaque

Braide silencia após ser acusado de oportunismo no caso do Fundo de Combate ao Câncer

O deputado federal Eduardo Braide (PMN), criador do Fundo Estadual de Combate ao Câncer (FECC), tentou usar a iniciativa para atacar o governo afirmando que o Estado impedia liberações de verbas para o Hospital Aldenora Bello, que teve crise agravada após diminuição de repasses federais.

O problema é que o tiro de Braide saiu pela culatra depois que o deputado Dr. Yglésio desmascarou o seu oportunismo. É que por um erro na redação cometido pelo parlamentar do PMN, o FECC não pode liberar recursos para amenizar a crise no Aldenora Bello.

Sem ter o que responder depois que foi descoberto, Braide silenciou completamente sobre o assunto. A única medida adotada por ele foi mandar o deputado César Pires, uma espécie de subalterno na Assembleia Legislativa, tentar reverter, de alguma forma, a descoberta sobre o Fundo.

Só que não colou. E Braide continua em um silêncio sepulcral.