Bolsominions ressuscitam fake news para atacar Flávio Dino - Marrapá

No Banner to display


Destaque

Bolsominions ressuscitam fake news para atacar Flávio Dino

Voltaram a circular na internet notícias falsas contra o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB). As fake news, disseminadas ainda durante a campanha de 2018, vêm sendo resgatadas desde que os holofotes nacionais se voltaram para Dino, após o vazamento de áudio do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Sem saber que estava sendo gravado, Bolsonaro disse que “desses governadores de Paraíba, o pior é o do Maranhão”, e completa: “não tem que ter nada para esse cara”, em referência a Flávio Dino.

A fala polêmica do presidente causou grande revolta entre maranhenses e nordestinos, que nas redes sociais começaram a classificar a conduta do presidente como “racista” e “xenófoba”.

Em contrapartida, nos últimos dias o governador do Maranhão passou a ser um dos alvos preferidos do exército de apoiadores do presidente, popularmente conhecidos como Bolsominions, que ressuscitaram notícias falsas para macular a imagem do comunista.

Conheça algumas das fake news que voltaram a circular:

Salário de detentos

Uma das notícias falsas diz respeito a suposto “aumento de salário” de detentos no Maranhão. A informação ganhou corpo em 2018, mas é inverídica.

Pela lei, todo preso que trabalha recebe três quartos do salário mínimo. Não existe aumento salarial para os detentos no estado. O governo maranhense na verdade, adotou um cartão de Reintegração e Cidadania, para evitar que o dinheiro circule nas cadeias, e esse foi a origem da fake news.

Segundo o governo, o trabalho dos presos também significa economia para o Estado. Só na produção de blocos para pavimentar ruas o governo estaria economizando mais de R$ 2 milhões por ano.

Aluguel camarada

A deputada federal Joice Hasselmann, do PSL, partido de Bolsonaro, e líder do governo na Câmara, publicou em uma rede social, reportagem antiga sobre “alugueis camaradas” no governo Dino, citando o Hospital de Traumatologia e Ortopedia (HTO). A postagem de Hasselmann vem sendo replicada, mas também é falsa.

Essa fake news também foi propagandeada durante a campanha, mas não conseguiu desestabilizar o governador, que se reelegeu e inaugurou a unidade de saúde. Hoje o HTO funciona normalmente e, de acordo com pesquisa do Instituto Interpreta publicada em junho deste ano, 97% dos pacientes aprovam os serviços oferecidos no hospital.