Ato em defesa da educação reuniu maioria de mulheres e pessoas com nível superior, diz pesquisa - Marrapá

No Banner to display


Destaque

Ato em defesa da educação reuniu maioria de mulheres e pessoas com nível superior, diz pesquisa

A pesquisa Datailha realizada na última quinta-feira, 30 de maio, aferiu também o grau de escolaridade e o sexo dos manifestantes que participaram dos atos em defesa da educação e contra os cortes do governo Bolsonaro, em São Luís.

De acordo com a pesquisa, 56,5 % dos manifestantes que tomaram as ruas da ilha foram mulheres e 43,5 % foram homens.

A escolaridade dos entrevistados foi 45,2 % com nível ensino superior, 42,0% nível médio, 9,0 % nível de pós-graduação e 3,8% nível fundamental, e com renda até 2 salários mínimos/mês sendo 43,2 %.

E se autodeclararam 45,2 % pardos, 35,9 % pretos, 16,8% branca, 1,4 % indígena e 0,6% amarela (categorização usada pelo IBGE).