Geral

Vice-Governadoria do Maranhão vira penduricalho de suspeitos

Do Blog Ecos de Lutas

A Vice-governadoria do melhor governo da vida de Roseana Sarney está se consolidando como o espaço do governo estadual destinado a pendurar sarnopetistas sob suspeita.

Com algo em torno de uma dúzia de cargos comissionados (estrutura menor do que a menor Secretaria do governo Jackson Lago, a SEIR – Igualdade Racial), a Vice-Governadoria já possui três assessores acusados de envolvimento em uso indevido de verbas públicas, para usar o eufemismo… São eles: Fernando Magalhães, Paulo Romão e, agora, Raimundo Monteiro.

Fernando Magalhães e Paulo Romão estão enrrolados até o pescoço no escândalo da Fapema. Receberam bolsas de pesquisa sem nunca participarem de pesquisa alguma. E, no caso de Magalhães, sequer possuir qualquer vínculo com instituição de ensino superior. Já Monteiro, presidente estadual do partido, não se vê mais nem o nariz no mar de lama do INCRA. Ele teve sua prisão preventiva solicitada pela Polícia Federal devido ao desvio de R$ 4 milhões de reais dos cofres do INCRA (veja aqui).

Com Romão, Magalhães, Monteiro, e ainda o secretário adjunto Fernando Xetrepa (também enrrolado com os desvios da SEDUC), já somam 04 os dirigentes estaduais do partido acusados de mal versação dos cofres públicos.  Sem contar o secretário do Trabalho José Antonio Heluy, também enrrolado com Gaudêncio da Silva – denunciado na operação Donatários no INCRA, da Polícia Federal.

Nada de “nada consta”. Pelo visto, o item obrigatório no currículo de petistas que busquem uma boquinha  junto ao vice-governador Washington Luiz é o carimbo “sob suspeita”… só assim Roseana Sarney nomeia!

Em tempo

Quase que pedindo desculpas pelo que está fazendo,  oito correntes da  ala antissarney fecharam questão em torno do pedido de afastamento de Raimundo Monteiro da presidência do PT.

A Direção Estadual fingirá de morta. Resta saber o que dirá a Direção Nacional…

Abaixo, a nota das correntes do partido, publicada no blogue de Bruno Rogens:

Aos membros do Diretório Regional do Partido dos Trabalhadores (PT):

Prezados companheiros,

Como já é do conhecimento público, a Polícia Federal (PF) e a Controladoria Geral da União (CGU) investigam suspeita de desvios de recursos enviados ao INCRA-MA e destinados a construção e reforma de casas em assentamentos rurais. Entre os suspeitos de possíveis irregularidades na aplicação desses recursos, encontra-se o presidente do Diretório Regional do PT, Raimundo Monteiro, ex-superintende regional do INCRA.

Para garantir uma apuração isenta, transparente e célere dos indícios de irregularidade apresentados pela investigação da PF e da CGU, o presidente do INCRA, Rolf Hackbart, exonerou de suas funções o superintendente regional do INCRA, o ouvidor agrário estadual e o chefe da Divisão de Desenvolvimento de Assentamentos. Outras decisões foram tomadas pelo presidente do INCRA para assegurar as investigações da denúncia.

O Partido dos Trabalhadores do Maranhão não pode ficar indiferente nem às denúncias e nem aos procedimentos adotados, neste caso, pelo Governo Dilma. Por isso e para assegurar que o Diretório Regional do PT possa efetivamente acompanhar com transparência e isenção as investigações em curso no INCRA-MA, solicitamos o imediato afastamento de Raimundo Monteiro da presidência do Partido dos Trabalhadores. Solicitamos, ainda, que sejam garantidas as condições necessárias para que Raimundo Monteiro apresente a sua defesa.

São Luís, 28 de fevereiro de 2011.

Domingos Dutra – Deputado Federal

Bira do Pindaré – Deputado Estadual

Augusto Lobato – Vice-Presidente do PT-Ma

Janete Amorim – Segunda Vice-Presidente do Diretório Estadual

Genilson Alves – Secretário de formação

Raimundo Dutra – Vogal do Diretório Estadual

Maria Nice – Vogal do Diretório Estadual

Márcio Jardim – Vogal do Diretório Estadual

Luis Carlos Cintra – Articulação de Esquerda

Carlito Reis – Tendência Marxista

Vicente Mesquita – Democracia Socialista

Nonato Silva – PT de Aço/Movimento

Marcelo Barros – Mensagem ao Partido

Creusamar de Pinho – Rebuliço

Paulo Oliveira – Luta Solidária”