Destaques

Tribunal de Justiça veta nome de Clésio Cunha para o TRE

Blog do Garrone – A desembargadora Nelma Sarney sofreu a sua primeira derrota nesta quarta-feira no pleno do Tribunal de Justiça do Maranhão.

Nelma Sarney e Clésio Cunha

Por 12 votos a 9, o juiz Itaércio Paulino da Silva venceu o seu candidato, Clésio Cunha, na disputa pela vaga no Tribunal Regional Eleitoral que será aberta com o encerramento do biênio do juiz Sebastião Lima Bonfim no próximo dia 15 de setembro.

O outro candidato, o juiz Celso Orlando Aranha Júnior, obteve apenas 1 voto, dos 24 desembargadores que participaram da votação. 2 votos foram anulados.

O desembargador Guerreiro Júnior que estava presente na sessão plenário se disse impedido de votar pelo grau de parentesco com Celso Aranha Júnior, seu sobrinho.

Jamil de Miranda Gedeon e Jaime Ferreira de Araújo não comparecem à sessão.

Plenária do Tribunal de Justiça que elegeu nesta quarta o novo juiz do TRE/MA

Itaércio Paulino da Silva é titular da 1ª Vara de Interdição e Sucessões da Comarca de São Luís e recentemente exerceu a direção do Fórum Eleitoral de São Luís, onde era titular da 76ª Zona.

Já Clésio Cunha ficou conhecido por dividir denúncias no Conselho Nacional de Justiça com Nelma Sarney e por inocentar sumariamente Roseana Sarney, João Abreu e até mesmo o doleiro Alberto Youssef, quando designado para substituir juízes titulares em férias.

A eleição desta quarta serviu como uma espécie de prévia da eleição para a presidência do TJ em outubro quando o pleno elegerá a nova mesa diretora do tribunal, ferozmente disputada por Nelma com o apoio de toda a família Sarney.