Destaques

Perseguição a Rodrigo Maia cega pasquim da oligarquia Sarney

Na ânsia de atacar o procurador-geral do Estado, Rodrigo Maia, o pasquim da família Sarney publicou, neste sábado (23), um nota em letras garrafais informando que a PGE fechou contrato para aluguel de carros no valor de R$ 337 milhões, quando o Diário Oficial do Estado e o Portal da Transparência são claros: o valor na verdade é de R$ 337.200 (trezentos e trinta e sete mil e duzentos reais).

 

O erro é grotesco. Bastava um pouco de bom senso para perceber o equívoco, mas a sede de vingança do Sistema Mirante de Comunicação contra Rodrigo Maia tem cegado seus editores.

R$ 337 milhões equivalem a ¼ do orçamento da Prefeitura de São Luís para 2017; o aluguel dos carros custaria 25 vezes mais que o Hospital Macrorregional de Balsas, inaugurado nesta semana por R$ 14 milhões, e consumiria parte considerável do orçamento anual do estado, equivalente a R$ 18 bilhões.

Durante a semana, o EMA e os blogs de seus respectivos escribas foram obrigados pela justiça a publicar retratação por envolverem falsamente o governador Flávio Dino (PCdoB) com acusações fajutas de delatores da Odebrecht.

A verdade, diga-se de passagem, foi reposta graças à atuação de Maia, que já deve estar preparando outro direito de resposta para ser publicado na edição da segunda-feira (25) do equivocado jornal dos Sarney.

Comantário

  1. Isso aí é ato falho, estavam acostumados a receber pixulecos na casa dos milhões e bilhões. Agora o falido sistema das viúvas, vulgo fábrica de factóides, não engana mais ninguém com seus “proficionaiz” tabajara.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *