E-mail: redacao@marrapa.com
Rádio Timbira Ao Vivo
  • Geral
  • João Alberto fecha as portas para Edivaldo

    A posição de João Alberto enterra de vez o desejo de Helena ser vice do prefeito Edivaldo, já que o PMDB definiu candidatura própria e o prazo para que candidatos trocassem de partido expirou no dia 2 de abril, seis meses antes da eleição do primeiro turno.

    30 de abril de 2016 | Por:

    O senador João Alberto classificou apenas como boato a possibilidade do PMDB indicar o vice na chapa do Prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) que busca a reeleição. Além disso, o “Carcará” deixou bem claro que o partido vai ter um candidato próprio e qualquer outra informação a respeito desse assunto é apenas especulação.

    A informação surgiu depois que interlocutores do PRP divulgaram na blogosfera que o partido teria interesse em preencher a vaga. O PMDB faz parte do governo Edivaldo, com a secretária de Saúde Helena Duailibe (PMDB) que seria a principal interessada em uma composição PDT/PMDB e inclusive tem a simpatia do prefeito.

    “Estou sabendo disso agora. O candidato é Fábio Câmara”, foi taxativo João Alberto.

    O vereador Fábio Câmara venceu uma disputa interna com a deputada Andrea Murad, para ser o candidato oficial do PMDB em São Luís. Ele conta com o apoio total do senador.

    A posição de João Alberto enterra de vez o desejo de Helena ser vice do prefeito Edivaldo, já que o PMDB definiu candidatura própria e o prazo para que candidatos trocassem de partido expirou no dia 2 de abril, seis meses antes da eleição do primeiro turno.

     

  • Eleições 2016
  • Em Peritoró, PDT e PCdoB definem chapa de esposas de políticos

    Nesta sexta-feira o deputado Fábio Macedo (PDT) e o ex-prefeito de Coroatá, Luis Amovelar, definiram uma chapa para concorrer nas eleições de outubro em Peritoró. A esposa do ex-prefeito Joana Amovelar do PDT é pré-candidata no município, tendo como vice a mulher do deputado, Lorena Macedo, filiada ao PCdoB.

    29 de abril de 2016 | Por:

    Nesta sexta-feira o deputado Fábio Macedo (PDT) e o ex-prefeito de Coroatá, Luis Amovelar, definiram uma chapa para concorrer nas eleições de outubro em Peritoró. A esposa do ex-prefeito Joana Amovelar do PDT é pré-candidata no município, tendo como vice a mulher do deputado, Lorena Macedo, filiada ao PCdoB.

    A definição saiu depois de um encontro de Amovelar e Fábio Macedo com o secretário de Comunicação e Articulação Política do Estado, Márcio Jerry, que também é presidente estadual do PCdoB. Além disso,o ex-prefeito se reuniu com o presidente do PDT de Peritoró e pai do deputado Weverton Rocha, Dr. Deustedith,  que garantiu a legenda para que Joana da Amovelar dispute a prefeitura de Peritoró .”Dona Joana é a nossa candidata e juntos nós reconstruiremos Peritoró” disse o presidente municipal.

    O deputado Fábio Macedo também recebeu o ex-prefeito em seu gabinete.”Estamos muito felizes com esses últimos acordos, temos certeza que chegaremos a vitória com Joana pré-candidata a prefeita e Lorena Macedo vice”, disse Amovelar.

    Chama a atenção que o ex-prefeito Luis Amovelar ficou inelegível e agora já lançou além da mulher, pré-candidata a prefeita em Peritoró, o filho, Luis Filho pré-candidato em Coroatá.

  • Geral
  • Edivaldo Holanda Júnior e Gil Cutrim unidos no combate ao mosquito da Dengue

    Uma parceria inédita entre os prefeitos Edivaldo Holanda Júnior e Gil Cutrim, ambos do PDT, pretende agir de forma eficácia no combate Dengue, Chikungnya e Zica Vírus. Uma plano de ações combate as doenças e principalmente para eliminar a proliferação do mosquito foi planejado entre as duas administrações e vai atuar em bairros localizados na região limítrofe de São Luís e São José de Ribamar.

    de abril de 2016 | Por:

    Uma parceria inédita entre os prefeitos Edivaldo Holanda Júnior e Gil Cutrim, ambos do PDT, pretende agir de forma eficácia no combate Dengue, Chikungnya e Zica Vírus.  Uma plano de ações combate as doenças e principalmente para eliminar a proliferação do mosquito foi planejado entre as duas administrações e vai atuar em bairros localizados na região limítrofe de São Luís e São José de Ribamar.

    E aquela velha história, o mosquito que se reproduz em  um local, vai acabar picando moradores de outras regiões pela proximidade dos dois municípios. Por isso era necessário uma ação conjunta, até porque geralmente nas regiões mais periféricas das cidades é a onde se encontram o maior número de focos da doença.

    O plano de combate a endemias idealizado pelos prefeitos foi lançado na Praça da Juventude do Jardim Araçagi.

    Equipes de saúde dos dois municípios (compostas por agentes comunitários de saúde, agentes de combate a endemias e outros profissionais do setor),tão logo foi finalizada a cerimônia, iniciaram os trabalhos de campo, que consistiram em visitas domiciliares; limpeza de terrenos baldios; entrega de material informativo sobre como prevenir as doenças; dentre outras. Nesta etapa, foram beneficiados vários bairros, tais como Jardim Araçagi e Cohatrac V, em Ribamar; e Cohatrac IV e III, em São Luís. As ações tem caráter contínuo e obedecerão um cronograma já estabelecido no bojo do plano.

    “Estamos unindo forças, trabalhando de forma parceira visando beneficiar o maior número de cidadãos ribamarenses e ludovicenses. Além disso, os municípios, ao firmarem parceria institucional, economizam recursos, o que se faz necessário na atual situação de crise financeira pela qual passam as cidades do Maranhão e do Brasil”, afirmou Gil Cutrim, que fez questão de agradecer o apoio do prefeito de São Luís.

    A parceria dos prefeitos, principalmente por pertencerem ao mesmo partido, facilitou essa ação conjunta e deve render mais frutos daqui pra frente.

     “A ideia é estender esta parceria para outros setores. Melhorar, através da união entre São Luís e São José de Ribamar, a vida de milhares de pessoas que residem nos bairros da região limítrofe”, garantiu o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior.

  • Geral
  • Dirigentes do PSB devem aprovar nota de repúdio ao senador Roberto Rocha

    Neste sábado (30), o PSB realiza um encontro com dirigentes, militantes e movimentos organizados para reafirmar apoio à pré-candidatura do deputado estadual Bira do Pindaré a prefeito de São Luís e manifestar repúdio a tentativa de intervenção do senador Roberto Rocha. O prefeito Luciano Leitoa reagiu nesta semana à forma sorrateira que Roberto utiliza para […]

    de abril de 2016 | Por:

    Neste sábado (30), o PSB realiza um encontro com dirigentes, militantes e movimentos organizados para reafirmar apoio à pré-candidatura do deputado estadual Bira do Pindaré a prefeito de São Luís e manifestar repúdio a tentativa de intervenção do senador Roberto Rocha.

    O prefeito Luciano Leitoa reagiu nesta semana à forma sorrateira que Roberto utiliza para tentar se tornar presidente do partido. Além de divulgar uma carta em repostas às atitudes do senador, ele vem se articulando junto à militância para preparar uma ofensiva.

    A reação contra Roberto Rocha mobiliza socialistas históricos e a juventude. No encontro, por exemplo, serão discutidos apenas dois assuntos: eleição municipal e pedido de intervenção no diretório estadual.

    O primeiro ponto da pauta servirá para reafirmar o apoio à candidatura Bira, enquanto no segundo deverá ser aprovada uma manifestação de repúdio.

    Dirigentes do PSB ligados a Luciano sabem da chantagem que Roberto Rocha faz a Executiva Nacional de que só votará a favor do impeachment em troca do comando do partido. Mas segundo os socialistas não existe consenso da própria bancada do PSB no Senado, os senadores João Capiberibe (AP) e Lídice de Mata (BA), por exemplo, são contra o impedimento da presidente.

    Roberto Rocha foi convidado a participar do encontro, mas dificilmente vai aparecer. É grande a resistência ao seu nome, principalmente da juventude, e corre sério risco de ser hostilizado.

    O senador não tem relação com as principais lideranças do partido como o próprio Luciano, Bira do Pindaré e Marcelo Tavares. Além disso, é evidente o seu distanciamento da vida cotidiana dos socialistas no Maranhão, sua influência é feita por de baixo dos panos, com dirigentes nacionais.

  • Eleições 2016
  • Destrinchando o engodo de Roberto Rocha

    O senador Roberto Rocha, em uma entrevista nesta manhã ao blog do Marcos Deça, justificou suas últimas ações na tentativa de se tornar presidente estadual do PSB. O desabafo de Roberto acontece depois que o presidente da legenda, Luciano Leitoa, fez uma espécie de convocação para que no próximo encontro do partido o senador apresente suas razões para estar articulando uma intervenção dentro do partido.

    de abril de 2016 | Por:

    O senador Roberto Rocha, em uma entrevista nesta manhã ao blog do Marcos Deça, justificou suas últimas ações na tentativa de se tornar presidente estadual do PSB. O desabafo de Roberto acontece depois que o presidente da legenda, Luciano Leitoa, fez uma espécie de convocação para que no próximo encontro do partido o senador apresente suas razões para estar articulando uma intervenção dentro do partido.

    A situação causou um desconforto, ainda mais porque Luciano destacou que o PSB nunca apostou em um projeto pessoal, e ao que parece, e ficou bem claro para o prefeito de Timon, as ações de Roberto tem como plano de fundo uma candidatura de governador em 2018.

    Foram cinco perguntas e cinco respostas incoerentes, o que não surpreende quem conhece Roberto verdadeiramente como Flávio Dino, Zé Reinaldo, Marcelo Tavares, Vidigal e Edivaldo Holanda Júnior.

    Roberto Rocha justificou sua tentativa de intervenção por que o prefeito Luciano Leitoa estaria focado em sua reeleição. “Entendo que o prefeito Luciano, por estar focado em sua reeleição e nas complexidades da gestão de seu município, não tem tido condições para dar o seu melhor para o crescimento partidário”. Ora, quando foi candidato a vice-prefeito de São Luís Roberto controlava o diretório municipal, quando foi candidato ao Senado também controlava o partido na capital e continua até hoje. Isso parece mais desculpa do que convicção.

    O senador alega também que não se trata de um ato antidemocrático, e o “partido precisa avaliar que caminhos tomar nos estados”. Vale lembrar que Luciano foi eleito presidente do partido até 2017, de forma democrática, através de voto dos filiados ao partido, não comentou qualquer ato que desabonasse sua conduta, conseguiu eleger um SENADOR durante seu mandato, a legenda faz parte do Governo do Estado e mantém um número considerável de prefeitos. Prova de que o PSB cresce no Maranhão.

    “Asa de avião” ainda não foge ao seu apelido e exercita toda a sua arrogância ao afirmar que a ida do PSB na coligação do governador Flávio Dino deve-se a ele, “tive muitas conversas com Eduardo Campos para convencê-lo que para o Maranhão o apoio à candidatura de Flávio seria muito importante”. O PSB esta ao lado do governador desde a sua eleição a deputado federal em 2006, se manteve em 2010 assim como em 2014 e agora Roberto quer se autointitular “o grande articulador político”. Roberto deve sua eleição a Flávio Dino em todos os sentidos, tanto é que ele aparecia atrás de Gastão Vieira nas pesquisas eleitorais e a sua diferença para o candidato do PMDB foi menor que a de Flávio para Lobão Filho. Na verdade Roberto tentou atrapalhar a coligação com o PSB, já que o verdadeiro candidato ao Senado era Zé Reinaldo e agindo por de baixo dos panos, como faz agora, bateu o pé até ser o candidato.

    Por fim, ao querer explicar a filiação de Ildon Marques ao PSB, Roberto diz que “o convite ao ex-prefeito, é parte da estratégia de crescimento do PSB”. Isso já foi explicado aqui no blog, nada tem haver com crescimento do partido e sim com o seu projeto de sair candidato ao governo em 2018 em condições de vitória e para isso planeja controlar os dois principais colégios eleitorais do Maranhão; com Ildon Marques em Imperatriz e Eliziane em São Luís. O principal empecilho é justamente o presidente estadual da sigla, Luciano Leitoa, que é totalmente contra.

    Roberto pode até falar que tem respeito e admiração por Luciano, mas a verdade é que a família Leitoa tem sido uma pedra no sapato em seu plano maquiavélico e até hoje o ex-deputado Chico Leitoa não engoliu a interferência do senador que acabou com a candidatura do seu aliado Zé Reinaldo.

  • Geral
  • Presidente da Câmara de Ribamar escatita Picolé de Chuchu

    Não chamem para a mesma mesa o presidente da Câmara Municipal de São José de Ribamar, vereador Beto das Vilas (PV), e o ex pré-candidato da Oligarquia Sarney ao Governo do Estado e atual pré-candidato a prefeito, Luis Fernando Silva (PSDB).

    de abril de 2016 | Por:

    Não chamem para a mesma mesa o presidente da Câmara Municipal de São José de Ribamar, vereador Beto das Vilas (PV), e o ex pré-candidato da Oligarquia Sarney ao Governo do Estado e atual pré-candidato a prefeito, Luis Fernando Silva (PSDB).

    O imbróglio envolvendo os dois políticos aconteceu na noite da última terça-feira, quando Picolé de Chuchu realizava o seu tal de Planeja – campanha fora de época disfarçada de seminário – na região limítrofe de Ribamar com São Luís.

    Em determinado momento de seu discurso na Praça da Juventude do Parque Vitória, Luis Fernando afirmou que era necessário eleger novos vereadores.

    Foi o bastante para Beto das Vilas e outros vereadores presentes ficarem furiosos.

    Beto disse na lata de Picolé que ele deveria respeitar os vereadores de mandato e que, se não fosse com o apoio deles, ele não teria conseguido governar o município.

    Afirmou, ainda, que LF, por onde passa, tenta ludibriar a população afirmando que todas as obras realizadas na sua gestão foram executadas com recursos próprios.

    “Se ele não tivesse contado com o apoio incondicional do Governo Federal e das várias emendas destinadas a ele pelo grupo Sarney, não teria feito nada. Além disso, conseguiu, na Justiça, mudar o FPM da cidade e sempre contou com o apoio dos vereadores, que trabalharam e apontaram as demandas que o povo gostaria que fossem atendidas”, esbravejou Das Vilas para quem quisesse ouvir.

    A relação de Picolé de Chuchu com os vereadores ribamarenses não é, nem de longe, das melhores. Tudo porque ele descumpriu acordo com os parlamentares (reveja) no qual assumiu o compromisso de que aceitaria que o seu companheiro de chapa saísse da Câmara Municipal.

    LF descumpriu o acordo e já bateu o pé: seu vice será o cearense Eudes Sampaio, atual vice-prefeito e homem que lhe presta fidelidade canina. O objetivo da jogada, conforme também já foi revelado pelo blog (reveja), é garantir-lhe controle absoluto sobre os cofres da prefeitura, caso ele seja, em 2018, candidato a governador ou senador – uma das duas irá acontecer.

    A troca de “gentilezas” entre os vereadores e Picolé ainda promete render novos capítulos.

  • Geral
  • No Dia do Trabalhador, Dilma deve anunciar reajuste no Bolsa Família

    A proposta integra o Programa Nacional de Emergência aprovado pela cúpula do PT, em fevereiro, com sugestões ao governo para enfrentar a crise. A intenção da presidente é sair na frente do vice-presidente Michel Temer, que, se assumir o governo, pretende focar nos 5% mais pobres do país.

    de abril de 2016 | Por:

    As comemorações pelo Dia do Trabalhador no próximo domingo também vão servir para a presidente Dilma fazer alguns anúncios de medidas que o governo vai tomar daqui pra frente.  A mais aguardada é o reajuste de 5% no valor pago pelo Bolsa Família.

    A proposta integra o Programa Nacional de Emergência aprovado pela cúpula do PT, em fevereiro, com sugestões ao governo para enfrentar a crise. A intenção da presidente é sair na frente do vice-presidente Michel Temer, que, se assumir o governo, pretende focar nos 5% mais pobres do país.

    Dilma já sabe que não há mais como vencer a primeira batalha no Senado, a votação pelo afastamento da presidente esta programada para ocorrer no próximo dia 11, e aposta no julgamento final, previsto para setembro. Com o impeachment aceito, Dilma tem que se afastar por 180 dias e espera diminuir sua rejeição com medidas mais populistas, antes da sua saída. Outro anúncio que deve ocorrer no domingo é a correção do percentual da tabela do imposto de renda, para compensar a inflação acumulada.

    Fraude no Bolsa Família

    Outra notícia relacionada ao Bolsa Família, mas agora negativa, foi divulgada pelo Tribunal de Contas da União. O TCU encontrou 163.173 beneficiários com renda acima do permitido para receber os recursos.

    O número equivale a 1,2% do total de 13,2 milhões de famílias beneficiárias do programa. De acordo com o Tribunal, o valor pago a essas famílias indevidamente poderia resultar numa economia de R$ 195 milhões. Pelo regulamento do programa, podem receber os recursos famílias que tem renda per capita entre R$ 77 e R$ 154 e ao menos um filho com até 17 anos.

    No ano passado, uma investigação da Polícia Federal descobriu que mais de 4 mil famílias no município do Codó recebiam o beneficio mesmo tendo renda maior que o permitido.