Geral

Moradores de São Luis podem morrer de sede

O título pode parecer catastrófico, entretanto, é um risco que todos os moradores da Grande São Luis correm.

A adutora de água do Sistema Italuís I rompeu novamente na tarde de hoje comprometerá o abastecimento d’agua na cidade pelos próximos três dias. Ao todo 56 bairros da capital ficarão sem água.

Tão velho quanto a mentalidade do seu idealizador, o Sistema Italuis rompe de três a quatro vezes por ano e já não é suficiente para atender a região metropolitana de São Luis. Para diminuir o problema do abastecimento, a CAEMA adotou o sistema de rodízio de água em dias alternados, mas em alguns bairros as torneiras ficam secas por até 15 dias.

Pelo projeto inicial, as obras no Sistema Italuís II iniciariam em 2001 e seriam concluídas em junho de 2010. Indícios de superfaturamento e falta de vontade política inviabilizam a concretização do projeto.

Enquanto isso, os mais de 1 milhão de habitantes da ilha dependem do acaso para não morrerem de sede. Um colapso no Italuís poderia ser fatal.

Para os que consideram um exagero, vale lembrar que um ser humano em condições normais só suporta três dias sem beber água.

Deixe uma resposta