Geral

Itamar questiona regimento do Senado e deixa Sarney nervoso

O Globo:

O líder do PPS no Senado, o ex-presidente Itamar Franco (MG), apresentou em plenário uma série de questionamentos ao presidente do Senado, José Sarney, sobre a aprovação do requerimento de urgência para a votação do projeto que fixa o salário mínimo em R$ 545. Para Itamar, o Regimento Interno do Senado foi infringido quando o requerimento de urgência do líder do governo, senador Romero Jucá (PMDB-RR), foi lido fora da ordem do dia. Na sessão, o ex-presidente começou a mostrar seu estilo, e suas constantes indagações deixaram Sarney nervoso.

– Então pra que regimento? Para ficar no arbítrio? Vossa Senhoria ( José Sarney) descumpriu o regimento – disse Itamar, ressaltando que se dirigia ao presidente da Casa e não ao cidadão José Sarney.

Sarney afirmou que não houve desrespeito ao regimento e que a leitura de requerimentos em outros momentos além da ordem do dia é a praxe da Casa.

Eu acho que não há nenhum prejuízo. Eu acredito que não infringi nenhuma norma regimental – afirmou Sarney.

Após levantar três questões de ordem e cansado de ouvir que a posição da presidência da Casa estava correta, Itamar desistiu do último questionamento.

– Eu tinha mais uma questão de ordem, mas não vou perder meu tempo com Vossa Excelência (…) O Senado deixa de ser real para se tornar apenas manobras da maioria – disse Itamar.

A líder do PSOL, senadora Marinor Brito (PA), afirmou não ter sido consultada, entre as lideranças, sobre a urgência.

Deixe uma resposta