Geral

Investigações de denúncias de crimes eleitorais contra Roseana seguem sem serem concluídas

Do blog John Cutrim

A coligação “Muda Maranhão” (PCdoB, PSB e PPS), encabeçada pelo candidato ao governo Flávio Dino, formulou ao Ministério Público Eleitoral, após o resultado das eleições, duas representações contra a candidata Roseana Sarney (PMDB) com base em denúncia de abuso de poder político econômico.

Diante das denúncias de supostos crimes eleitorais formulada pelo comunista, a procuradora eleitoral Carolina da Hora Mesquita Höhn (foto ao lado) afirmou à época que as investigações pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Eleitoral seriam concluídas até dezembro do ano passado. “Vamos dar celeridade às investigações, mesmo nos casos mais complicados, como a suspeita de fraudes nas urnas biométricas de Paço do Lumiar e Raposa”, disse a procuradora em entrevista ao Jornal Pequeno .

No entanto, quase dois meses depois do prazo dado, as investigações seguem sem serem concluídas. Ao menos cinco denúncias envolvem a ex-coligação “O Maranhão não pode parar”, encabeçada pela governadora Roseana Sarney Murad (PMDB), eleita no último dia 3 com 50,08% dos votos válidos (1.459.792).

Quatro têm a ver com abuso de poder político e/ou econômico: pagamento de contas, oferecimento de consultas médicas, fornecimento de combustível e facilitação para retirada de carteiras de trabalho – tudo em troca de votos. Uma refere-se a suspeita de fraude em votação nas urnas biométricas de Paço do Lumiar e Raposa.

Está mais do que na hora de alguém acordar…

Comments are closed.