Destaques

Parlamentares ligados ao clã Sarney tiram dinheiro da Saúde para colocar na Codesvaf

Seguindo diretrizes do clã Sarney, os três senadores e parte dos deputados que compõem a bancada maranhense no Congresso deram um duro golpe contra a população do Maranhão ao vetar repasse de R$ 90 milhões em recursos oriundos de emendas impositivas que deveriam reforçar a gestão da Saúde nos municípios do estado.

O problema é que esses recursos, que poderiam beneficiar a saúde de milhares de maranhenses, serão destinados agora para a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), empresa ligada ao Ministério da Integração.

Cabe lembrar que o Ministério da Integração era responsável pelas obras contra enchentes que deveriam ter sido feitas em 2010 durante o governo Roseana Sarney (PMDB), mas que não saíram do papel, segundo auditoria interna do próprio Ministério.

À época, o ministro da Integração era Geddel Vieira Lima, que atualmente está preso. Em parceria com a então governadora Roseana, Geddel destinou recursos para obras no estado, mas há dúvidas sobre o destino de ao menos R$ 18 milhões dessa verba.

A estratégia seria simples: ao invés de liberar os recursos para a Saúde do Maranhão, os parlamentares realocariam os R$ 90 milhões na Codevasf, companhia na qual a oligarquia historicamente tem melhor trânsito para manipular recursos públicos.