Geral

FAPEMA: O calcanhar de Aquiles de Roseana Sarney

 

O convênio firmado entre a Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA) e a Secretaria de Educação do Maranhão (SEMED) deve ser o “Calcanhar de Aquiles’ do ‘melhor governo’ da governadora Roseana Sarney (PMDB). Há indícios de uso político do convênio para beneficiar partidários e apoiadores da governadora.

As várias denúncias que explodiram simultaneamente em blogs, sites, jornais e na Veja apontam que prefeitos, ex-prefeitos, seus familiares, vereadores, assessores políticos e filiados receberam bolsas que deveriam ser distribuídas para alunos de graduação e/ou pós-graduação da rede pública estadual e federal. Tal incentivo deveria ser uma forma de estimular o desenvolvimento da ciência e tecnologia do Maranhão.

Os indícios de irregularidade remontam desde a cassação do ex-governador Jackson Lago, em maio de 2009, e estendem-se até o final de 2010, quando o Portal da Transparência do Maranhão divulgou os últimos dados sobre o pagamento de bolsas. Dois meses após a cassação de Jackson, um indivíduo – com o nome semelhante ao de uma das testemunhas de acusação no Recurso Contra Expedição de Diploma do governador – recebeu R$ 2.000,00; e até o fim de 2010, o indivíduo já tinha recebido exatos R$ 40.000,00.

O Ministério Público começou a investigar o caso. Na Assembléia Legislativa, os deputados da oposição estudam a possibilidade de chamar os responsáveis pelas entidades envolvidas para prestar esclarecimentos sobre o caso. O deputado estadual Rubens Pereira Jr. (PCdoB) informou, através de seu perfil no Twitter, que as audiências devem começar na próxima semana.  Segundo João Bernardo de Azevedo Bringel, secretário responsável pela FAPEMA, a governadora ordenou que todas as bolsas fossem canceladas. Praticamente uma confissão de culpa!

Deixe uma resposta