Geral

Decisão em favor de Nelma Sarney causa crise entre juiz e Ministério Público

A Associação do Ministério Público do Estado do Maranhão (Ampem) divulgou nota para questionar a decisão do juiz Clésio Coelho Cunha, que, no último dia 12, não aceitou pedido de promotora Lize de Maria Brandão de Sá Costa de quebra do sigilo bancário da desembargadora Nelma Sarney. As palavras usadas pelo desembargador em seu despacho foram consideradas ofensivas e provocou uma crise entre as classes.

O pedido da promotora faz parte das investigações do “Caso Bradesco”, em que a ex-funcionária Raimunda Célia Moraes da Silva Abreu é suspeita de retirar dinheiro das contas dos clientes e emprestar a terceiros em um esquema de agiotagem operado na Câmara de São Luís.

Clésio Cunha foi o mesmo juiz a inocentar Roseana Sarney no caso Constran e excluir a ex-governadora da Máfia da Saúde. Em uma semana, são dois posicionamentos em favor da família Sarney. Para evitar a quebra do sigilo bancário de Nelma, o juiz alegou o fato de ela ser vítima e não investigada. “Deve-se respeito ao Estado de Direito Democrático, sob pena de voltar ao período obscuro do AI-5”.

Na defesa da promotora, a nota assinada pelo presidente da Ampem, Tarcísio José Sousa Bonfim, diz que o pedido “não se deu de maneira açodada ou influenciada por circunstâncias políticas ou sociais, mas sim pelo convencimento da promotora de Justiça, que entendeu pela necessidade de quebra de sigilo bancário para o esclarecimento dos fatos investigados”.

Para completar a nota lembra “qualquer cidadão, independentemente do sobrenome ou do cargo que ocupe, está sujeito a restrições a seus direitos fundamentais, sem que isso represente qualquer ranhura aos estritos limites da legalidade democrática”.

4 Comnetários

  1. Já esta provado,, este juiz Clésio Coelho Cunha é o centurião da oligarquia Sarney,. É o subalterno que defende os interesses da oligarquia na 1°Instancia
    Será que, só uma pessoa observa isso, a torcida do Flamemgo?,.kkkkkk.

  2. esse juiz vivia em caxias tomando medidas contra o estado de direito dos cidadãos caxienses atropelava a Lei a todo instante sem ter o menos escrúpulo principalmente contra a lasse mais carente, até que um dia peitou um ex deputado Paulo Marinho em questões na republicanas ai a casa caiu para ele foi transferido da comarca e ainda pegou uma punição do CNJ.

  3. Parabéns ao juiz ele está certíssimo, ele apenas está fazendo o trabalho dele, não podemos ficar falando mal do juiz.

  4. Tá na cara senhores leitores que esse juiz está a serviço da família Sarney… ninguém está acima da lei, não é pelo simples fato dela ser desembargadora que não possa ser investigada…….

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *